Yduqs quer comprar o Ibmec por R$ 2 bi. Tem dinheiro?

Faculdade foi adquirida há dois anos por apenas R$ 700 milhões.

Acredite se Puder / 21:06 - 15 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Adtalem Global Education, a antiga DeVry, dos Estados Unidos, há quatro anos desembolsou R$ 700 milhões para comprar o Ibmec. Na época, os norte-americanos também adquiriram a Damasio, pequena rede de ensino no Norte e Nordeste do Brasil, e a também pequena Wyden Educacional, que atua em cursos preparatórios da área jurídica. Agora, surge a informação de que a Yduqs está disposta a pagar R$ 2 bilhões pelos ativos da rede norte-americana que está deixando o Brasil.

Os investidores estão curiosos para saber como a antiga Estácio vai arranjar tanto dinheiro para proporcionar um fantástico lucro aos acionistas da Adtalem. A preocupação procede, pois a compra envolve apenas 16 campi e cerca de 120 mil alunos, sendo que os ativos principais são os que pertenciam ao antigo Ibmec.

Esclarecendo: o Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec) foi uma entidade independente sem fins lucrativos fundada em 1970 pela Bolsa do Rio, para auxiliar na difusão e no fomento do mercado de capitais no Brasil, além do aprimoramento de pessoal técnico para a área financeira. Em 1999, toda atividade educacional do instituto e a permissão de uso da marca “Ibmec” foram vendidas para os empresários do setor financeiro, o hoje ministro Paulo Guedes, o ex-ministro Reis Velloso e Claudio Haddad, que fundaram o Ibmec Educacional, um grupo privado de educação com fins lucrativos. Em 2003, Paulo Guedes vendeu sua parte para Claudio Haddad.

 

Petrobras próxima de anunciar venda da Liquigás

Para esta semana está sendo aguardado o anúncio oficial da venda da Liquígás para o consórcio formado por Itaúsa, Copagaz e Nacional Gás Butano por aproximadamente R$ 3 bilhões. Relatório dos analistas do Bradesco BBI revela que se esse valor for confirmado será positivo, pois a relação do preço sobre o lucro com o Ebtida seria próximo de 10,0x, pois provavelmente inclui o potencial das sinergias, sendo que a Copagaz possui um longo histórico de atuação no negócio de distribuição de GLP. No informe para os clientes do banco consta que a aquisição também mostra o interesse que os grupos têm de comprar o negócio de distribuição de GLP, mesmo com a futura concorrência do gás natural, pois o produto continuará a desempenhar papel importante no abastecimento de regiões menos populosas em todo o Brasil.

 

Eletrobras vai captar R$ 9,99 bi

As ações da Eletrobras chegaram a subir mais de 3,7%, pois os analistas consideraram positiva a notícia da chamada de capital que a empresa pretende realizar, afirmando que a companhia continuará se reestruturando e necessita de caixa até que o governo decida pela sua privatização. Essa alta, no entanto, sumiu e os ganhos foram reduzidos para apenas 0,05%. No dia 4 de novembro, as acionistas da Eletrobras devem aprovar a captação de R$ 9,99 bilhões, com a emissão de novas ações ordinárias ao preço de R$ 35,72 e preferenciais classe “B” por R$ 37,50. A União deve subscrever R$ 4,05 bilhões, mediante a capitalização dos recursos recebidos a título de Adiantamentos para Futuro Aumento de Capital. Para os analistas, a notícia é positiva para a Eletrobras, pois a empresa continuará se reestruturando, já que necessita de caixa até que o governo decida pela sua privatização.

 

Ações da PagSeguro caíram 19%

O UOL propôs nova oferta de ações da PagSeguro, provocando queda de até 19% na cotação de suas ações negociadas na Nyse, mas essa baixa foi reduzida para 16,25%, com fechamento a US$ 38,74. A queda das ações afetou o comportamento das concorrentes no mercado de maquininhas.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor