Witzel e Bretas fecham acordo para concluir metrô da Gávea

Governador disse que juiz concordou com o repasse das verbas para serem aplicadas nas obras do metrô.

Rio de Janeiro / 22:57 - 12 de set de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O dinheiro recuperado por meio de acordos de leniência ou colaboração com réus da Operação Lava Jato no Rio poderá ser utilizado para terminar as obras da Estação Gávea, que faz parte de um ramal da Linha 4 do metrô. A expectativa foi transmitida pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que disse ter recebido aval do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, para investir os recursos na obra, que deveria ter ficado pronta para os Jogos Olímpicos de 2016.
Witzel chegou a anunciar que iria aterrar, a um custo de até R$ 40 milhões, as escavações já feitas para a estação, o que despertou muitas críticas entre especialistas em mobilidade urbana. O ramal foi projetado para se ligar, futuramente, à Estação Uruguai, na Tijuca, mudando completamente a dinâmica atual das linhas do metrô, permitindo que o passageiro embarque na zona norte da cidade diretamente para a Barra da Tijuca, sem precisar passar por dezenas de estações, ao longo do Centro e da Zona Sul.
Witzel disse que já conversou com Bretas, que concordou com o repasse das verbas para serem aplicadas nas obras do metrô, embora não se tenha ainda o valor exato a ser disponibilizado. 
 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor