Trump pede a empresas que saiam da China

Motivo foi o anúncio da retaliação chinesa de impor tarifas sobre aproximadamente US$ 75 bilhões em mercadorias norte-americanas.

Internacional / 23:25 - 23 de ago de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O presidente norte-americano Donald Trump surpreendeu ao pedir, nesta sexta-feira, para as empresas dos Estados Unidos se retirarem da China. A explosão de Trump ocorreu pouco depois da mais recente retaliação da China na guerra comercial, ao anunciar a imposição de tarifas sobre aproximadamente US$ 75 bilhões em mercadorias norte-americanas.
Trump sugeriu que empresas dos EUA comecem a procurar “alternativas à China, incluindo trazer suas companhias para casa e fabricar seus produtos nos EUA”. Segundo o Ministério do Comércio chinês, as novas tarifas recaem sobre mais de 5 mil mercadorias norte-americanas como petróleo, aviões de pequeno porte, soja, carne bovina e suína e produtos agrícolas.
Donald Trump também destilou seu veneno contra o presidente do Fed (o banco central norte-americano). No início de uma série de tweets, ele perguntou: “Minha única pergunta é quem é nosso maior inimigo, Jay Powel ou presidente Xi?”
Jerome H. Powell, presidente do Fed, manteve os cortes futuros nas taxas de juros, mas sugeriu que o banco central é limitado em sua capacidade de neutralizar as políticas comerciais do presidente Trump, que estão gerando incerteza e riscos para as perspectivas econômicas. 
 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor