Trabalhadores bolivianos se unem para garantir eleição de Morales

Líderes sindicais garantem manifestações pacíficas para combater "as ações da direita".

Internacional / 23:21 - 22 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Coordenadoria Nacional pela Mudança (Conaclam) da Bolívia, central que organiza diversos sindicatos no país, convocou nesta terça-feira uma série de marchas e mobilizações para defender a apuração eleitoral das eleições presidenciais realizadas no último domingo, que aponta para uma vitória do presidente Evo Morales no primeiro turno. As informações são do Opera Mundi.
De acordo com o site, o movimento de trabalhadores bolivianos afirmou que estão em estado de emergência e garantiu que farão manifestações pacíficas para combater “as ações da direita”. Na noite de segunda-feira, após o Tribunal Supremo Eleitoral divulgar os resultados que dão vantagem a Evo, militantes do partido de oposição Comunidade Cidadã realizaram diversos atos violentos em várias cidades do país.
“Eles estão se aproveitando e querem se aproveitar desta conjuntura eleitoral, mas nós não vamos permitir. Não vamos entrar no jogo da especulação, que hoje alguns oportunistas estão fazendo. Os verdadeiros defensores deste processo [eleitoral], somos nós, trabalhadores”, afirmou o secretário-executivo da Central Obrera Boliviana (COB), Juan Carlos Huarachi.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor