Sudeste e Nordeste concentram o maior número de aposentados do país

Conjuntura / 13 junho 2017

No Brasil, a Previdência Social é um seguro destinado à pessoa que contribui, com o objetivo de reconhecer direitos e concedê-los aos segurados. Segundo levantamento da UnitFour, empresa fornecedora de dados para o mercado, 63% das mulheres se aposentam por idade, enquanto 68% dos homens optam por se aposentar devido ao tempo de contribuição, em relação ao panorama geral no país.

O estudo também revela, que do total da população brasileira, 38% são aposentados por idade e 62% por tempo de contribuição.

- Este levantamento reflete a situação atual da previdência no país, visto que hoje é possível passar a receber os benefícios de duas formas: ao atingir a idade mínima necessária - 65 anos para homens e 60 para mulheres - ou então contribuir por 35 e 30 anos, respectivamente - analisa Rafael Albuquerque, diretor comercial da UnitFour.

Se a Proposta de Emenda Constitucional 287/2016 referente à reforma previdenciária for aprovada, a aposentadoria passa a ser concedida para os homens a partir dos 65 anos e para as mulheres, a idade mínima será de 62 anos. Além disso, para adquirir esse direito, o trabalhador deverá ter contribuído por, no mínimo, 25 anos, afetando assim os estados com maior concentração de aposentados.

De acordo com a pesquisa, a Região Sudeste concentra 48% do total de aposentados do país, sendo 26% em São Paulo, 11% em Minas Gerais, 9% no Rio de Janeiro e 2% no Espírito Santo. O Nordeste abriga a segunda maior população dessa fatia no país, com 24%, divididos em Bahia com 6%, Ceará e Pernambuco com 4%, Maranhão com 3%, Piauí, Pernambuco e Rio Grande do Norte com 2% cada e Sergipe e Alagoas com 1%. Os outros 28% se dividem entre Sul, Centro-oeste e Norte, ambos com 5%.

Apesar de estar em uma das regiões com menor índice de quem recebe esse benefício, o Distrito Federal é a localidade com maior média de valor de aposentadoria entre os estados, seguido pelo Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Espirito Santo.

De acordo com o levantamento, o valor médio do subsídio no Brasil é de R$ 3.673,03. Vale destacar que isso se refere apenas aos aposentados por idade e tempo de contribuição e não beneficiários.