STF bloqueia R$ 1,68 milhão de Aécio

Com votos dos ministros Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux, turma atendeu em parte ao pedido da PGR.

Política / 16:55 - 12 de mar de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu bloquear bens do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) e de sua irmã Andrea, no valor de R$ 1.686.600 para cada um.

A notícia é do jornal "O Estado de São Paulo".

Segundo o Estadão, "a medida está relacionada ao processo em que os irmãos foram denunciados e tornados réus por terem solicitado e recebido R$ 2 milhões em propina pagos por Joesley Batista".

Aécio também é acusado de obstrução da justiça, por tentar impedir as investigações da Operação Lava Jato.

No dia 23 de fevereiro, o juiz Rogério Santos Araújo Abreu, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Belo Horizonte, havia concedido liminar determinando o bloqueio de R$ 11,5 milhões em bens de Aécio Neves. A decisão havia dsido tomada em ação ajuizada pelo Ministério Público, que acusa o político de fazer 1.337 viagens em aviões do estado de MG sem comprovação de interesse público. O magistrado também aceitou ação civil pública do MP, transformando Aécio em réu.

 

Com informações do Consultor Jurídico, citando a Folha de S. Paulo; e do Estado de São Paulo

 

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor