Senadores devem R$ 26 milhões à Previdência

Ex-ministro da Previdência, o senador Jader Barbalho deve R$ 21 milhões.

Política / 22:49 - 9 de ago de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Levantamento feito pelo jornal Brasil de Fato mostra que dez senadores, ou 12% dos 81 integrantes do Senado, devem à Previdência. A dívida soma R$ 26 milhões, segundo dados obtidos junto à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Segundo a publicação, os devedores são, pela ordem de débitos: Jader Barbalho (MDB-PA), Acir Gurgacz (PDT-RO), Eduardo Girão (Podemos-CE), Marcos do Val (Cidadania-ES), Cid Gomes (PDT-CE), Chico Rodrigues (DEM-RR), Daniella Ribeiro (PP-PB), Arolde de Oliveira (PSD-RJ), Rose de Freitas (Podemos-ES) e Vanderlan Cardoso (PP-GO).

Jader Barbalho deve pouco mais de R$ 21 milhões. Por ironia, ele foi ministro da Previdência no Governo Sarney. Dos 16 partidos que ocupam as cadeiras do Senado, quase metade – sete – mantêm em suas fileiras senadores com dívidas com a Previdência.

Renato Gomes, advogado tributarista e doutor em Direito Político Econômico ouvido pelo Brasil de Fato, entende que a dívida dos senadores pode ser ainda maior, por conta da prática “comum” na classe política de ocultar patrimônio. Porém, a manobra é complexa. “A classe política oculta patrimônio porque tem acesso às informações e usa esses recursos”, afirma.

O projeto da reforma será analisado no Senado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), cujo relator será Tasso Jereissati (PSDB-CE). Segundo o site Congresso em Foco, é, entre os 81 senadores, o dono da maior fortuna informada à Justiça Eleitoral, com R$ 389 milhões entre bens e patrimônio declarados.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor