Seis em cada 10 reprovam atuação do Congresso

Política / 07 Dezembro 2017

Sessenta por cento dos brasileiros reprova a atuação do Congresso Nacional, o maior índice de rejeição desde 1993, quando se começou a analisar o desempenho da Câmara dos Deputados e do Senado.

Segundo pesquisa de opinião divulgada na terça-feira pelo Datafolha, apenas 5% da população avalia positivamente o trabalho do Congresso Nacional, o nível mais baixo registrado até agora, enquanto outros 31% consideram o trabalho regular e 3% dos entrevistados não souberam ou quiseram responder.

O Datafolha pesquisa desde 1993 a opinião da população brasileira sobre os trabalho dos 513 membros da Câmara dos Deputados e dos 81 senadores e, apenas uma vez, no primeiro ano de mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003), o Congresso recebeu aprovação por parte da população.

Nas sondagens anteriores, em dezembro de 2016 e abril de 2017, tanto o índice de rejeição (58%) como o de aprovação (7%) também tinham sido recordes.

Segundo os dados, os mais ricos e os que têm estudos superiores são os que mais reprovam a atuação dos políticos do congresso brasileiro (74% e 75%, respectivamente).

Além disso, 69% dos que reprovam o governo Temer não estão satisfeitos com o desempenho do Congresso.

O aumento da rejeição dos cidadãos ao Congresso coincide com os escândalos de corrupção que vieram à tona nos últimos meses e que levaram a Procuradoria Geral da República (PGR) a apresentar duas vezes, este ano, denúncias por corrupção contra Temer, denúncias estas que foram rechaçadas pela Câmara dos Deputados.

Além do presidente, também foram denunciados vários ministros e boa parte dos deputados federais e senadores.

A pesquisa do Datafolha entrevistou a 2.765 pessoas em todo o país, entre os dias 29 e 30 de novembro.

 

Agência Xinhua