SEG NOTÍCIAS - Ibope Inteligência: plano de saúde é o terceiro maior desejo do brasileiro

Seguros / 16:17 - 10 de mar de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Estudo realizado pelo Ibope Inteligência revelou que 75% do brasileiro diz estar satisfeitos ou muito satisfeitos com os serviços prestados por seus planos ou seguro de saúde. A pesquisa recente mostra que os planos de saúde foram apontados como o terceiro maior desejo da população, ficando atrás apenas dos itens educação e casa própria. De acordo com a análise, a nota média dada aos planos de saúde foi de 3,9 em uma escala de 0 a 5. . Planos de saúde médico-hospitalares perdem 766 mil beneficiários em 2015 O mercado brasileiro de planos de saúde médico-hospitalares perdeu 766 mil beneficiários em 2015, o que representou uma queda de 1,5% em relação ao ano anterior. Os dados constam no boletim "Saúde Suplementar em Números", produzido pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (Iess), que, dessa forma, registrou um total 49,73 milhões de beneficiários em dezembro de 2015, ante 50,50 milhões, em dezembro de 2014. A base de dados pode ser consultada no IessData, serviço interativo disponibilizado pelo Iess para consulta de indicadores do setor de saúde e da economia brasileira: www.iess.org.br/iessdata . Os contratos coletivos empresariais, aqueles oferecidos pelas empresas aos seus funcionários, foram o principal segmento a pressionar as perdas: o saldo foi negativo em 404,8 mil vínculos, uma diminuição de 1,2% em relação a 2014. Isso significa que, somente os planos coletivos empresariais responderam por 52,85% de todos os beneficiários que deixaram de ter plano de saúde em 2015. "A saúde suplementar, da mesma forma que toda a economia brasileira, passa por um momento difícil por conta da crise econômica. A situação aqui é mais preocupante porque a queda de receitas não está sendo acompanhada pela diminuição da variação dos custos para o setor. Até junho de 2015, a Variação de Custos Médico-Hospitalares (VCMH) apurada pelo Iess teve alta de 17,1% em 12 meses. Experiências nos EUA e na Europa, por exemplo, mostram que, quando houve crise financeira, a variação dos custos da saúde cedeu. No caso brasileiro, isso não está acontecendo", afirma o superintendente-executivo do Iess, Luiz Augusto Carneiro. O Iess constatou retração em todos os tipos de contratação de planos de saúde. Os planos coletivos por adesão (aqueles firmados por intermédio de entidades de classe, por exemplo) registraram queda de 1,9% do total de vínculos em 2015 em comparação a 2014, ou saída de 128,7 mil beneficiários. Já o total de beneficiários de planos individuais ou familiares caiu 1,6%, o que representa 158,6 mil vínculos a menos que em 2014. Apesar de expressiva a queda do número de beneficiários, Carneiro analisa que o setor demonstra a resiliência em relação ao conjunto da economia. Ele observa que o Produto Interno Bruto (PIB) encerrou 2015 com retração de 3,8% e o mercado de trabalho registrou, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego, fechamento de 1,54 milhão de postos com carteira. "Se olharmos para o conjunto da economia, a saúde suplementar sofreu os impactos, mas em menor intensidade, porque o plano de saúde é um bem muito valorizado e as pessoas tentam, na medida de suas possibilidades, manter esse benefício", observa. Mas, em função da queda generalizada do número de beneficiários, ele qualifica a situação como "grave". "Nossa hipótese é que os planos coletivos por adesão receberam, num primeiro momento, a migração de beneficiários de planos empresarias de trabalhadores que perderam o emprego. Entretanto, com o agravamento da crise e o efeito sobre renda, é possível que os beneficiários de planos coletivos por adesão, independentemente do momento de ingresso, tenham dificuldade para conseguir manter seus planos", analisa. O único segmento da saúde suplementar que não apresentou retração do total de beneficiários foi o de planos de saúde exclusivamente odontológicos. Na comparação entre 2014 e 2015, o segmento cresceu 3,8%, registrando a adesão de 795,1 mil vínculos. Contudo, isso não significa que o segmento não esteja sujeito às consequências da crise econômica. "É nítida a redução no ritmo de crescimento deste mercado", aponta Carneiro. "Na comparação entre 2013 e 2014, o total de beneficiários de planos de saúde exclusivamente odontológico havia crescido 4,8%, registrando o acréscimo de quase um milhão de beneficiários", relembra. O executivo acredita, contudo, que os planos odontológicos ainda devem apresentar crescimento ao longo de 2016, já que a base de beneficiários deste tipo de plano ainda é relativamente pequena em comparação a dos planos médico-hospitalares. O boletim Saúde Suplementar em Números é produzido pelo Iess a partir da atualização da base de informações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). . DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL
Tokio Marine promove palestra de FHC em evento para o mercado de seguros PJ A Tokio Marine anuncia a realização da quarta edição do evento Expertise - Grandes Riscos em Foco, no próximo dia 16 de março, em São Paulo, para reafirmar sua atuação consolidada no segmento, estreitar relacionamento com os parceiros de negócios e discutir as perspectivas do mercado de seguros diante do cenário econômico. Um dos grandes destaques do encontro será a palestra do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Ele abordará as perspectivas da economia brasileira nos próximos anos para uma plateia de cerca de 360 convidados, entre corretores, clientes, prospects e tomadores de decisão de grandes empresas do país. "O evento Expertise reforça a imagem da Tokio Marine como uma seguradora referência no mercado de produtos para Pessoa Jurídica. Também fortalece a relação que temos com nossos parceiros de negócios, além de ser uma excelente oportunidade de fazer contato e atrair potenciais clientes", afirma o presidente José Adalberto Ferrara. Em 2015, a seguradora registrou um crescimento de 22,5%% nesta área em relação ao ano anterior, com uma produção de R$ 941,3 milhões. A companhia passou da sexta para terceira posição entre as maiores companhias do setor, de acordo com o ranking da Superintendência de Seguros Privados (Susep). Foi o maior crescimento entre as dez maiores. Em um ano, o market share da Tokio Marine saltou de 4,1% para 5,4%, sem considerar o produto Habitacional. "Temos solidez, estrutura e um excelente relacionamento com os corretores de seguros que atuam no ramo de Grandes Riscos, além de um portfólio de produtos com soluções completas para atender as mais diversas cadeias de negócios. Nesta edição do Expertise, vamos demonstrar o quanto estamos preparados para a retomada do crescimento da economia nacional devido aos nossos diferenciais competitivos na área", diz o presidente. Seguindo o plano de crescimento estratégico trianual aprovado pela Matriz, o Avançar, lançado pela companhia no início de 2015, a meta é atingir a marca de R$ 1,3 bilhão e chegar a 10% de participação neste mercado até 2017. "Para manter o ritmo de crescimento acima da média do mercado, investimos continuamente em qualidade, serviços exclusivos e equipe especializada", informa o presidente. Na abertura do evento, o presidente da Tokio Marine apresentará os resultados e destaques de 2015, além de reforçar o interesse da companhia em ampliar sua atuação no segmento de Grandes Riscos. Em seguida, o diretor-executivo de Produtos Pessoa Jurídica, Felipe Smith, falará sobre lançamento de novos produtos, enquanto o diretor-executivo Comercial, Valmir Rodrigues, e o Diretor Comercial Corporate, José Luís Franco, reforçarão o forte relacionamento com os corretores especialistas. Logo após o coffee break, o ex-presidente Fernando Henrique ministrará sua palestra. A programação inclui ainda almoço para os convidados. O Expertise - Grandes Riscos em Foco acontecerá no Buffet Torres, em Moema, das 9h às 14h. Os convidados serão recepcionados pelos diretores estatutários, diretores comerciais, superintendentes e executivos da companhia. . ENDOSSANDO
OdontoPrev 4T15: receita cresce 9%, com mais de 6,4 milhões de beneficiários A OdontoPrev apresentou hoje os resultados do quarto trimestre e de 2015. A receita líquida atingiu R$ 328 milhões no trimestre, alta de 8,5% na comparação com o mesmo período de 2014. O destaque ficou para os segmentos PME e de planos individuais, que aceleraram em 17,0% e 33,7%, respectivamente. Em 2015, a receita atingiu R$ 1.250 milhões, 8,1% acima de 2014. O tíquete médio, de R$ 17,78 por beneficiário/mês, cresceu 6,5% em relação aos R$ 16,69 observados no 4T14. O número de beneficiários atingiu 6.409.024, com 92.656 adições líquidas no ano e 17.229 no trimestre. Os segmentos PME e de planos individuais cresceram, respectivamente, 8,9% e 30,6% na variação anual. O custo de serviços representou 46,6% da receita líquida no ano, comparados a 46,2% registrados em 2014. As despesas administrativas e de comercialização representaram 23,9% da receita líquida em 2015, em comparação a 23,7% em 2014. A geração de caixa, medida pelo critério Ebitda ajustado, foi de R$ 77 milhões no 4T15, alta de 5,5% em relação ao mesmo período de 2014, com margem de 23,4%. Em 2015, atingiu R$ 327 milhões, 7,3% superior a 2014, com margem de 26,2%. O lucro líquido atingiu R$ 60 milhões no 4T15, 38% acima do 4T14 e R$ 221 milhões em 2015, 13,5% superior a 2014. A OdontoPrev registrou ao final de dezembro caixa líquido de R$ 334 milhões, sem endividamento. Segundo Mauro Figueiredo, diretor-presidente, "os resultados do 4T15 consolidam os ganhos advindos da adoção de estratégia por segmento de negócio, implementada pela companhia ao longo dos últimos dois anos. O emprego de soluções e operações customizadas tem permitido mitigar os efeitos adversos do desemprego, que impactam sobremaneira a carteira empresarial, a qual manteve sua trajetória de crescimento de receita. Por sua vez, a captura de ganhos expressivos nos segmentos PME e de Planos Individuais, por mais um trimestre, mostra relevante crescimento de tíquete e vidas, com aceleração da receita em dois dígitos, já representando 28,4% da receita consolidada e 32,4% de nossa margem de contribuição. O conjunto de resultados em 2015 demonstra a virtude do posicionamento estratégico empregado, e a capacidade de inovação como instrumento de geração de valor". . Porto Seguro Faz e D&D Shopping anunciam parceria Em parceria com a Porto Seguro Faz, o Shopping D&D oferece um novo Espaço Concierge de serviços. O local exclusivo tem como objetivo disponibilizar informações sobre as lojas e empresas do complexo, a agenda cultural da cidade, reserva de restaurantes e também sobre os serviços e coberturas da Porto Seguro Faz. O espaço fica localizado no térreo do shopping, na Av. Nações Unidas, 12.555 - Itaim Bibi, São Paulo. "Com a parceria entre a Porto Seguro Faz e D&D, conseguimos agregar ainda mais valor ao mix de serviços oferecido pelo shopping e garantir que o cliente consiga resolver todos os passos da sua obra ou reforma em um só lugar com a qualidade do serviço Porto Seguro", explica Angelo Derenze, diretor do D&D Shopping. Além de oferecer informações, no ambiente também é possível, por meio de uma TV interativa, simular diversos serviços de forma lúdica e interativa como a instalação de televisores, por exemplo. O visitante ainda recebe um cupom com 10% de desconto para usar na compra de qualquer serviço da Porto Seguro Faz¹, que pode ser contratado no local por comércio eletrônico. "O intuito da parceria é alinhar os interesses do D&D Shopping, em oferecer serviços de conveniência aos seus clientes, lojistas e arquitetos, com os da Porto Seguro Faz, de estar presente nos segmentos de referência que tenham sinergia com a companhia" diz Marcos Loução, diretor da Porto Seguro Faz. Para mais informações sobre os serviços da Porto Seguro Faz, ligue para 3033-3329 (3033-3FAZ), ou acesse o site www.portosegurofaz.com.br. . Grupo BB e Mapfre recebe certificado TOP Employers 2016 Pelo terceiro ano, o Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre tem as suas ações na área de Recursos Humanos reconhecidas pelo Top Employers Institute. A certificação busca destacar companhias que implementam ações que possibilitam o desenvolvimento profissional de seus colaboradores. O certificado é concedido anualmente pelo Instituto a 26 empresas no Brasil que são referência em seu ramo de atuação. A escolha das empresas é realizada por meio de um processo desenvolvido pelo Top Employers Institute, em que as empresas preenchem formulários com as suas práticas desenvolvidas na área de RH, que são auditados externamente. O instituto avalia as ofertas para os colaboradores com base nos seguintes critérios: estratégia de talentos, planejamento de pessoal, integração de novos colaboradores, gestão e desenvolvimento, gerenciamento do desempenho, desenvolvimento de liderança, gestão de carreiras e sucessão. A diretora de Recursos Humanos do Grupo BB e Mapfre, Cynthia Betti, ressalta que "neste ano, em que a companhia completará cinco anos de atuação, esta premiação ratifica que estamos no caminho certo e que as práticas de gestão de pessoas estão verdadeiramente alinhadas com a cultura do Grupo e com os altos padrões de excelência do mercado", comenta a diretora. A executiva pondera ainda que "a atuação de forma ética e eficiente focada em resultados sustentáveis, com respeito pelas pessoas e suas diversidades e ações focadas no desenvolvimento e engajamento dos colaboradores contribuem para um excelente ambiente de trabalho", conclui. O Grupo BB e Mapfre já havia recebido o certificado Top Employers em 2013 e 2015. . Desembargadores mantêm falência do Hospital Procordis A 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) negou nesta quarta-feira, dia 9, por unanimidade, recurso do Hospital Procordis para reverter a decretação de falência e reabrir a unidade de saúde. A decisão mantém sentença da juíza Mirella Correia de Miranda Alcantara Pereira, titular da 3ª Vara Cível de Niterói, que, em outubro do ano passado, havia transformado a recuperação judicial do hospital em falência após constatar irregularidades no contrato e na prestação de contas pelos administradores da sociedade. Ao julgar o mérito do agravo de instrumento, o colegiado acompanhou o voto do relator, desembargador Fernando Fernandy Fernandes. Também participaram da sessão os desembargadores Agostinho Teixeira de Almeida Filho e Sirley Abreu Biondi. O acórdão será publicado nos próximos dias. O Procordis era considerado o único hospital de Niterói referência em cardiologia. . Brasilcap distribui mais R$ 9,5 milhões em fevereiro A Brasilcap, empresa líder do mercado de capitalização, distribuiu, no mês de fevereiro de 2016, mais de R$ 9,5 milhões em prêmios para 2.223 títulos de todo o Brasil. Os estados em que o Ourocap mais realizou sonhos e projetos de vida dos seus clientes foram São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, nesta ordem. E o mês de março já começou muito bem para os clientes Ourocap. No sorteio de 5 de março, 525 clientes foram contemplados com títulos Ourocap 20 Anos, Ourocap Torcida Brasil, Ourocap Torcida e Parcela Premiável e somaram R$ 18,2 milhões em prêmios. Destaque para cinco premiações milionárias. O prêmio especial de R$ 5 milhões do Ourocap Torcida Brasil PU saiu para uma empresa do pequeno município de Santa Rita de Minas, mas que é cliente de uma agência BB da vizinha Caratinga (MG). No próximo sábado (dia 12) acontece o sorteio especial de até R$ 5 milhões do Ourocap Torcida Brasil PM. A Agência Estilo Catete confirmou sua fama de pé quente com mais um cliente Ourocap milionário. Um empresário individual do ramo de instalação de ar condicionado ganhou R$ 4 milhões com o Ourocap Torcida. Ano passado, um cliente da mesma agência foi sorteado com R$ 1,25 milhão com o Ourocap Empresa Flex. No sábado, ainda saíram três prêmios de R$ 1 milhão. Dois sorteados com o Ourocap Torcida Brasil: um cliente de 56 anos de Macaé (RJ) e uma empresa de comércio atacadista de Aparecida de Goiânia (GO). O outro foi um cliente de 47 anos de Pitangui (MG) contemplado com o Ourocap Torcida. Já no sorteio especial do Ourocap Empresa Flex, realizado no último dia 2, saíram dois prêmios de R$ 1,25 milhão. Um foi para uma loja de eletrodomésticos de Portel, pequeno município do extremo norte do Paraná, e o outro prêmio foi para uma transportadora de carga de Várzea Grande (MT). Também foram contemplados quatro clientes que possuem o produto Parcela Premiável, comercializado nas agências BV Financeira do Grupo Votorantim. Eles ganharam R$ 66 mil, R$ 49 mil, R$ 48 mil e R$ 41 mil. De janeiro a início de março de 2016, a Brasilcap já distribuiu mais de R$ 64 milhões em prêmios para cerca 5,6 mil títulos pelo Brasil, mantendo os excelentes resultados do mesmo período de 2015. Desde 1995, ano em que o produto começou a ser comercializado, o título de capitalização já distribuiu aproximadamente R$ 1,6 bilhão para 540 mil clientes.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor