SEG NOTÍCIAS - 12.07

Pediatras querem providências sobre telemedicina para crianças

Seguros / 17:01 - 12 de jul de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

 

Em virtude das notícias de que hospitais privados e operadoras de planos de saúde estão oferecendo serviços de Telemedicina para crianças e adolescentes, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) enviou na última terça-feira ao Ministério Público de São Paulo e ao Conselho Federal de Medicina (CFM) ofícios com pedidos de providências para coibir possíveis abuso.

Em ambos os documentos, a SBP reflete sua preocupação com um possível declínio da qualidade no atendimento e solicita que sejam tomadas as medidas cabíveis para preservar os direitos das crianças e dos adolescentes, interrompendo a divulgação e a realização da prática da telemedicina, até que seja publicada a devida regulamentação.

Segundo a presidente da SBP, Luciana Silva, uma das grandes preocupações da entidade ocorre em virtude da possibilidade do uso da tecnologia à distância sem seguir critérios bem definidos e, assim, trazer vícios no atendimento e prejuízos à saúde dos pacientes.

"A SBP não possui posicionamento contrário à Telemedicina, entretanto, não pode ocorrer a utilização indiscriminada e desregulamentada dessa ferramenta por parte de planos de saúde, colocando interesses financeiros e privados a frente dos interesses dos usuários e especialmente das crianças", explica a presidente. Nos documentos, a SBP ressalta que o atendimento médico deve ser presencial, conforme preconiza o Código de Ética Medica em vigor. A Sociedade destaca que no encontro entre o paciente e o médico há a oportunidade de se fazer a anamnese completa, a realização de exames e o estabelecimento de vínculo entre o especialista e seu paciente.

Essa preocupação é ainda maior, na visão da SBP, pois como muitas vezes a criança não sabe relatar o que sente é por meio do toque que o pediatra é capaz de fazer o diagnóstico e prescrever o tratamento. Além disso, trata-se de um profissional que também foca na prevenção e na promoção de hábitos saudáveis, o que exige uma interação direta com pais e responsáveis.

"O pediatra é um médico que, além de tratar de doenças, tem uma ação primordial na orientação de hábitos saudáveis, alimentação, vacinas, atividade física e condução comportamental de crianças, adolescentes, pais e familiares. Sendo assim, haverá muitas perdas em oportunidades de interação e no acompanhamento do crescimento e desenvolvimento destes pacientes. A consulta pediátrica não pode dispensar de nenhuma forma uma análise completa e exame físico detalhado", enfatiza a presidente da SBP, Luciana Silva.

Em fevereiro, o CFM revogou a Resolução nº 2.227/2018, que tratava da normatização da prática da telemedicina no país. Isso ocorreu em decorrência do alto número de propostas encaminhadas pelos médicos brasileiros para alteração da norma e o pedido das entidades médicas de mais tempo para analisar o documento.

Com isso, o Conselho receberá até o dia 31 de julho sugestões para a elaboração de nova norma sobre a Telemedicina para que, após essa fase de consulta pública, possa ser elaborada uma norma ética e técnica necessária em relação à utilização da Telemedicina.

.

DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

                                                                                                                                                                   

Áustria Dois executivos da REP Corretora de Seguros, com matriz em Novo Hamburgo, Felipe Weiler Cervi, vice-presidente comercial, e Bruno Weiler diretor técnico, participaram de importante evento do mercado segurador mundial, promovido pela Unison Steadfast, nos dias 26 e 27 de junho, em Viena, Áustria.

Ambos palestraram para uma plateia de 270 representantes de 40 países sobre o case de sucessão aplicado na empresa REP Corretora de Seguros e relataram as experiências positivas e negativas no decorrer do processo.

Eles expuseram sobre a preparação que tiveram com cursos em Harvard (EUA) University of Central Florida (EUA), University of Texas (EUA), EADA (Espanha), CII (Londres), WTC (Canadá) e outros. Felipe e Bruno também contaram como operaram as contratações de consultorias empresariais, consultoria psicológica e jurídica e ressaltaram o apoio e engajamento do presidente da REP, o corretor de seguros Rogério Cervi.

No final da apresentação, destacaram o crescimento da empresa ao longo de 2018 e no primeiro semestre de 2019.

A diretoria do Sindicato dos Corretores de Seguros do Rio Grande do Sul (Sincor-RS) cumprimenta com satisfação os colegas da REP Corretora de Seguros.

"É motivo de orgulho para toda a categoria ver uma empresa gaúcha brilhando em eventos internacionais, mostrando exemplos que devem ser seguidos por outras corretoras. Parabéns à toda a equipe da REP Corretora", diz nota da entidade.

.

ENDOSSANDO

                                                                                                                                                                   

Informalidade Apesar de o esforço que tem sido feito pela equipe econômica na implantação das reformas econômicas necessárias para impulsionar o mercado brasileiro, a taxa de desemprego deve fechar o semestre em nível elevado. O dado mais recente divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que mensura este cenário, trouxe o alarmante número de 13,2 milhões de pessoas economicamente ativas sem emprego no Brasil, o que representa 12,5% da população pertencente a este espectro.

Uma das alternativas encontradas para driblar essa situação é o trabalho por conta própria, sem carteira assinada e independente de uma empresa. Também segundo o IBGE, existem hoje no Brasil 23,9 milhões de pessoas nessa categoria de ocupação, sejam eles atuantes em ambientes externos (como entregadores de aplicativos, por exemplo), sejam em espaços físicos.

Jefferson Silvestrin, gerente de Produtos da HDI Seguros, sexta maior seguradora do ramo residencial no Brasil, corrobora o tamanho desse contingente de trabalhadores a partir do aumento da procura pela cobertura do seguro residencial oferecido pela companhia para estes fins, chamada de "Escritório em Residência". "Nos últimos 3 anos, registramos um aumento de 500% nas adesões à essa cobertura. Ela protege os objetos e espaço físico de quem transformou um cômodo de sua própria casa em escritório, sendo mais comum entre advogados, contadores, designers, entre outros", detalha Silvestrin.

Outro caminho possível para manter-se na ativa sem depender da CLT é a atuação como Microempreendedor Individual, conhecido pela alcunha de "MEI". Dados do Portal do Empreendedor, do Governo Federal, mostram que há atualmente mais de 8 milhões de trabalhadores nessa condição atualmente no mercado, muitos deles pertencentes ao setor de serviços, um dos mais afetados pela crise de empregabilidade. A cobertura do seguro residencial da HDI voltada para essa categoria abrange 24 atividades, de especialidades variadas como cabeleireiro, adestrador de animais e tatuador, que tenham instituído o estabelecimento utilizando parte do espaço físico da própria residência.

Silvestrin explica que o diferencial estratégico das coberturas é ser sensível às necessidades básicas do empreendedor, como a indenização por roubo, furto e danos causados por fenômenos da natureza a seus instrumentos de trabalho, além da proteção por responsabilidade civil, que resguarda o trabalhador em eventuais acidentes ocorridos com seus clientes nas dependências de seu comércio.

.

Semana do cooperativismo A Mapfre promoveu, na manhã da última quinta-feira, a primeira semana voltada ao mercado de cooperativas organizada por uma seguradora, a Coop Week. Com representantes de diversas regiões do país, o encontro propôs discussões em torno do movimento econômico que beneficia mais de 50 milhões de brasileiros de forma direta e indireta.

Na venda de seguros gerais por meio do canal de cooperativas, a companhia detém 49% do mercado que teve um faturamento de R$ 1,5 bilhão em 2018.

De acordo com o diretor de Canais Cooperativas da Mapfre, Tadeu Vieira, essa liderança é inerente à origem da empresa. "A Mapfre tem mutualidade em seu nome, nasceu de uma cooperativa rural espanhola e trouxe essa essência para o Brasil, com presença no setor há quase 30 anos", afirma.

Em sua apresentação, o autor do livro "Cooperativismo Financeiro - Virtudes e Oportunidades", Ênio Meinen, destacou a importância social do movimento. "Em cerca de 10% dos municípios do país, as únicas instituições financeiras são cooperativas. Essas organizações chegam onde as grandes redes bancárias não alcançam, gerando renda e emprego, levando poder de compra e realizando sonhos de milhões de famílias."

Já o diretor-executivo de Produtos e Negócios do Sicredi, Cidmar Luís Stoffel, ressaltou em sua palestra a relevância do setor. "Se todas as cooperativas fossem um país, seriam a nona economia do mundo", disse, lembrando que o Banco Central "incluiu à sua agenda de desafios a ampliação de 8% para 22% a fatia das cooperativas no Sistema Financeiro Nacional."

Durante sua fala no evento, Marco Aurélio Almada, diretor-presidente do Bancoob, comentou sobre o futuro das cooperativas. "Nosso modelo de negócios já se provou resiliente a inúmeras dores e transformações digitais. No entanto, essa solidez não garantirá o eterno sucesso. É necessário voltar o olhar às inovações constantes, e estarmos abertos às mudanças, principalmente no que diz respeito ao papel consultivo ao cooperado."

Segundo dados divulgados neste mês pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), enquanto o país cresceu 5% em empregabilidade entre 2010 e 2018, o cooperativismo expandiu em 18%. Em relação à geração de riqueza, R$ 7 bilhões foram recolhidos aos cofres públicos pelo setor, por meio de impostos e tributos, apenas em 2018. Também no ano passado, essas organizações injetaram mais de R$ 9 bilhões na economia com o pagamento de salários e outros benefícios destinados a colaboradores.

.

Votação O Clube Vida em Grupo do Rio de Janeiro (CVG-RJ) acaba de disponibilizar o link de votação para a homenagem aos Destaques do Ano 2018/2019 - o Oscar do Seguro.

Todo os sócios efetivos da instituição poderão participar até 1º de setembro, indicando os profissionais (pessoa física e jurídica) que atuam no segmento Vida, Saúde, Previdência e Capitalização que, segundo sua ótica, mais se destacaram no período. O formulário pode ser acessado diretamente em www.cvgrj.com.br.

"Contamos com a colaboração de todos na obtenção dos registros para efetivação dos laureados", afirma o presidente do Clube, Carlos Ivo Gonçalves.

.

Parceria - I - A Allianz Partners anuncia que, a partir deste mês, é a empresa responsável pelo atendimento de toda frota da Movida - Aluguel de Carros, da CS Brasil e do Grupo Vamos, empresas do Grupo JSL.

As empresas de veículos, que atendem diferentes perfis de clientes - consumidores de carros de passeio, órgãos públicos e caminhões, contam com todo conhecimento da Allianz Partners para a resolução de casos que envolvam a solicitação de reboques, mecânicos, chaveiro, troca de pneu, etc.

De acordo com Vincent Bleunven, presidente da companhia, firmar parcerias nesse segmento é de suma importância, já que os usuários finais dos serviços buscam, acima de tudo o conforto e a tranquilidade a qualquer hora e em qualquer lugar. "Ter empresas do Grupo JSL entre os clientes da Allianz Partners reforça a nossa missão de ajudar as pessoas. Temos uma estrutura capaz de atendê-los rapidamente, fortalecendo a confiança do usuário nas marcas e, consequentemente, a perenidade dos negócios. Tanto para o Grupo JSL quanto para nós, a excelência sempre vem em primeiro lugar", destaca.

No mercado desde 1956, o Grupo JSL é reconhecido como o maior portfólio de soluções logísticas no Brasil, com frotas espalhadas por todo o território nacional.

.

Parceria - II - A Prudential do Brasil e a Itaú Corretora de Seguros comemoram um ano da bem-sucedida parceria de comercialização de seguros de vida individuais no país. De acordo com o diretor de Seguros do Itaú, Luiz Fernando Butori, atualmente a Prudential do Brasil possui 24% das vendas de seguros de vida ao segmento de alta renda do banco. Segundo o executivo, existe a possibilidade de ampliar, futuramente, a venda de apólices da seguradora ao público de renda média.

O canal de Parcerias Comerciais da Prudential do Brasil iniciou suas atividades em 2013. O modelo firmado com as corretoras de seguros das empresas parceiras mantém conceitos essenciais da Prudential do Brasil como a venda baseada nas necessidades dos clientes, com uma solução de proteção que combina coberturas que se ajustam à realidade de cada segurado, e o processo de subscrição de riscos.

"Uma das estratégias de atuação de Prudential do Brasil é aumentar sua presença junto aos nossos parceiros comerciais, buscando ampliar a oferta dos nossos produtos. Essa parceria com a Itaú Corretora de Seguros permite que mais pessoas tenham acesso a seguros de vida customizados, que atendam às necessidades de proteção financeira de cada cliente e que permitam construir um planejamento pessoal e familiar ainda mais estruturado", destaca Patrícia Freitas, vice-presidente de Parcerias Comerciais da Prudential do Brasil.

Esse canal vem crescendo e já conta com sete grupos empresariais parceiros: Genial Seguros, Ourinvest, Guide Life, XP Corretora de Seguros, Itaú Corretora de Seguros, BTG Pactual e Segasp Univalores. O objetivo é ganhar escala e levar o conceito de proteção financeira por meio do seguro de vida a cada vez mais brasileiros.

Considerada uma das maiores instituições financeiras do mundo, a Prudential Financial, constitui mais de US$ 4 trilhões de capital segurado em seguros de vida em vigor e detém US$ 1,4 trilhão em ativos sob gestão no mundo. Tem uma história de mais de 140 anos e presença em mais de 40 países. O Brasil já é a terceira maior operação da Prudential International Insurance, com 6,2% dos prêmios de novas vendas em 2018.

.

Divulgação A Bradesco Auto/Re, empresa do Grupo Bradesco Seguros, começa na próxima semana a segunda fase de divulgação do produto Auto Correntista, desenvolvido para clientes do Banco Bradesco. Com essa base de clientes expressiva e aproveitando a segmentação já estabelecida pelo banco, a Companhia alcançou bons resultados em pouco tempo. "A segmentação existente no banco foi primordial para oferecer um produto adequado à realidade de cada cliente, focando no que mais lhe atende e com preços e condições apropriadas para cada perfil", comenta o presidente da Bradesco Auto/Re, Ney Dias. Nesta nova fase, a companhia dispõe de material exclusivo para corretores de todo o país e Diretorias Regionais. Além de spots de rádio e peças publicitárias, que serão distribuídas em mídias digitais como, Instagram, Facebook, Waze, WhatsApp e canais internos do banco. Atualmente, o Banco Bradesco conta com 23 milhões de correntistas divididos em três segmentos: Classic, Exclusive e Prime.

Clientes Classic têm 5% de desconto na contratação do seguro e podem parcelar em até 10 vezes sem juros no débito em conta corrente ou no cartão de crédito Bradesco Seguros, sendo que nesta última opção ganham ainda 5% de desconto adicional. Trata-se de um seguro completo, com cobertura abrangente e personalizável, de acordo com as necessidades do cliente. Os segurados contam, ainda, com 6 meses de cobertura pelo valor de 0km, sem custo adicional e desconto de 25% na franquia para reparos realizados na rede de oficinas indicadas pelo Bradesco Auto Center (BAC).

Além dos benefícios acima, correntistas Exclusive contam com 7% de desconto na contratação, com as mesmas opções de parcelamento e 27% de desconto na franquia para reparos realizados nas oficinas indicadas pelo BAC. Esta modalidade também inclui nove meses de cobertura pelo valor de 0km, sem custo adicional, serviços de assistência residencial, além de participação em sorteios mensais pelo título de capitalização no valor bruto de R$ 100 mil.

Clientes Prime e Private dispõem, ainda, de carro reserva por 15 dias sem custo adicional, as mesmas facilidades de parcelamento, 10% de desconto na contratação e 30% de desconto na franquia em reparos feitos em oficinas indicadas pelo BAC. Em caso de acionamento de reboque, a quilometragem é ilimitada. Outras vantagens desse tipo de contratação são as coberturas pelo valor de 0 km por 12 meses, limite máximo de indenização 50% maior na cobertura de RCF de danos corporais a terceiros e mais os serviços de Reparo Rápido e Super Martelinho sem custo adicional, assistência residencial e participação em sorteios mensais pelo título de capitalização no valor bruto de R$ 200 mil.

Os benefícios exclusivos são válidos para seguros individuais, de Pessoa Física, para carros dos tipos passeio, picape leve e pesada, esportivo, além de motos, enquadrados no produto Bradesco Seguro Auto Correntista.

.

Medicina diagnóstica A Dasa anunciou a última quinta-feira a expansão de suas operações para fora do Brasil com a integração da Diagnóstico Maipú, referência do setor na Argentina. A união faz parte do processo de evolução da Dasa sob a gestão de Pedro de Godoy Bueno que, desde o início da sua atuação em 2015, já investiu R$ 1,7 bilhão em inovação médica, tecnologia, equipamentos e expansão de unidades. O movimento de união das empresas foi acelerado pela identificação de características-chave em comum, como intenso relacionamento e reconhecimento junto à comunidade científica e o foco em excelência médica e qualidade de serviços de saúde.

"Esse passo internacional tem como missão levar tecnologia, inovação e a nossa obsessão de cultura focada no paciente para cada vez mais pessoas. O mercado argentino tem muitas similaridades com o brasileiro e, por isso, decidimos que esse casamento seria estratégico e possibilita troca de conhecimento e inovação em saúde", explica Pedro de Godoy Bueno, presidente da Dasa. Romeu Domingues, presidente do Conselho da Dasa completa: "Além de ampliar o nosso alcance e nossa operação - a Dasa processa, hoje, mais de 250 milhões de exames por ano - o movimento aproxima a companhia de novos pacientes e médicos de excelência, contribuindo para uma base de dados cada vez mais robusta para o desenvolvimento de soluções de saúde".

O mercado de diagnósticos da Argentina é bastante pulverizado, ainda mais que o brasileiro, e tem grande potencial de consolidação e de evolução para modelos inovadores de gestão da saúde, que tenham foco em medicina baseada em valor, com o paciente no centro. "A Diagnóstico Maipú tem grande credibilidade junto à comunidade médica local, o que corrobora com a estratégia da Dasa de se associar a parceiros reconhecidos, referência pela medicina de qualidade", pontua o vice-presidente da área médica, Emerson Gasparetto.

Fundada em 1987, a Diagnóstico Maipú tem 8 unidades em Buenos Aires, onde oferece exames de imagens de alta complexidade como ressonância magnética, ultrassonografia, tomografia computadorizada, medicina nuclear, PET/CT, entre outros. O parque tecnológico e os procedimentos têm a mais estrita qualidade e são certificados pela IRAM-ISOO 9001-2015 e acreditados pela Cenas (Specialized Center for Standardization and Accreditation in Health), padrões internacionais de reconhecimento de empreendimentos de saúde.

"Nossa união à Dasa é estratégica pois possibilita que avancemos ainda mais nos cuidados em saúde ao lado de um parceiro que preserva os modelos de excelência nas integrações que realiza", conta Jorge Carrascosa, sócio fundador da Diagnóstico Maipú. "Antes de fechar o negócio, observamos que as empresas que se uniram à Dasa nos últimos anos se fortaleceram no mercado brasileiro, com incremento de receita, ampliação de capacidade de investimento e expansão e acesso a soluções inovadoras em genética, inteligência artificial, healthtechs e à produção científica", declara Germán Flecha, CEO da Diagnóstico Maipú.

Os demais gestores médicos, que têm importante papel e contribuição no negócio e permanecem em suas posições são Patricia Carrascosa, head de Pesquisa e Desenvolvimento e o Raúl Pissinis, sócio fundador e head da área médica da companhia.

As companhias não informaram o valor da negociação. Com a integração da Diagnóstico Maipú, a Dasa fortalece sua posição de quinta maior empresa de medicina diagnóstica do mundo, que reúne mais de 40 laboratórios referência, como Sérgio Franco, CDPI, Lâmina, Bronstein e Multi-Imagem.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor