Santander emitirá títulos conversíveis fora do Brasil

Acredite se puder / 19 Abril 2017

O Santander vai realizar, fora do Brasil, uma emissão de títulos conversíveis em ações ordinárias, chamados de participações preferenciais contingentes perpétuas (PPCC). A emissão será voltada apenas a investidores qualificados. Em fato relevante enviado à CVM, o Santander explicou que os papéis terão um cupom de 6,75% ao ano para primeiros cinco anos, percentual que será revisado depois. O valor final da emissão foi de 750 milhões euros. De acordo com o comunicado, os títulos poderão ser convertidos em novas ações ordinárias se o Commom Equity Tier 1 (CET 1) – uma medida de solvabilidade – do grupo cair abaixo de 5,125%. O CET 1 do banco em 31 de dezembro de 2016 era de 12,534%.

Bradesco fará aumento de capital

O Bradesco informou que o Banco Central autorizou seu aumento de capital no valor de R$ 8 bilhões, que levará seu capital de R$ 51,1 bilhões para R$ 59,1 bilhões, usando as reservas de lucro do banco. A operação, anunciada em fevereiro de 2016, ocorrerá por meio da bonificação de 10% em ações, na proporção de 1 papel novo para cada 10 da mesma espécie. Serão beneficiados os acionistas que detiverem os papéis em 28 de abril de 2017. Considerando as ações bonificadas a serem incorporadas à posição dos acionistas, o Bradesco informa que haverá um incremento de 10% sobre os montantes pagos mensalmente referentes aos juros sobre o capital próprio declarados a partir de junho de 2017. O banco informa que é de R$ 14,405066098 o custo unitário atribuído às ações bonificadas.

Tarifas da Transmissão Paulista

Sobre a Transmissão Paulista, a Aneel decidiu que as tarifas de energia não vão incluir a parcela referente à RBSE das distribuidoras, uma conta da ordem de R$ 9 bilhões. Algumas companhias do setor, como a Light, já estavam pagando pelo RBSE cheio. A Aneel optou por retirar a cobrança da RBSE cheia de todos os consumidores pois eles entendem que ou se reverte a decisão ou não se aplica pois poderá haver no futuro várias ações judiciais. O pleito das associações (Abrace, Abividro e Abrafe) não questiona o valor original da RBSE tampouco a correção dos recebíveis pela inflação e sim o componente real adicionado ao fator de ajuste.

Novo presidente na Brasil Pharma

Paulo Remy Gillet Neto foi eleito pelo conselho para substituir Gabriel Monteiro, que renunciou, segundo comunicado. Gillet Neto ocupará o cargo de diretor presidente pelo restante do mandato, que se encerrará na data da AGO 2017.

OPA da Contour Global do Brasil

A Contour Global do Brasil fará a Oferta Pública para Aquisição (OPA, na sigla em inglês) das ações da Afluente Geração de Energia Elétrica pelo valor por ação de R$ 5,32. A Afluente foi comprada da Neoenergia em março deste ano pelo valor de R$ 771,948 milhões. O laudo de avaliação da OPA, realizado pelo Banco Fator, estabeleceu um preço entre de R$ 5,07 a R$ 5,57, apurado segundo a metodologia do fluxo de caixa descontado. Já o Paraná Banco informou que os acionistas definiram preço de R$ 11,59 por ação em OPA.

Malaysia Airlines usará rastreamento inédito

A Malaysia Airlines será a primeira companhia aérea do mundo a aplicar, em suas viagens, um sistema de rastreamento via satélite, capaz de acompanhar aviões mesmo nas regiões mais remotas do mundo. O anúncio foi feito nesta quarta-feira. Ainda lidando com a sombra do desaparecimento do voo MH370 três anos atrás, quando um avião com 239 pessoas sumiu do radar em algum lugar do Oceano Índico, a empresa aplica esse novo sistema em parceria com a Aireon, Sitaonair e FlightAware, de acordo com a Bloomberg.