Ricos faturaram no Brasil e Bolívia, mas apoiaram golpes

Esquerda ainda acredita que direita preza a democracia.

Fatos e Comentários / 21:29 - 18 de nov de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Os golpes tiveram formatos diferentes, mas há semelhanças entre os governos progressistas depostos no Brasil e na Bolívia, que vão de programas de complementação de renda tipo Bolsa Família ao aumento do consumo das classes mais baixas. Outra semelhança é que os ricos continuaram ganhando dinheiro, mais do que antes, por conta do crescimento econômico. Quem não se lembra do banqueiro Olavo Setúbal elogiando a eficiência do governo de Lula?

Os negócios em alta não impediram que, tanto aqui quanto no vizinho, os setores mais reacionários do empresariado liderassem os movimentos para derrubar os governo tachados de esquerda. Conseguiram atrair parcela considerável da classe média que, assim como na maioria dos países, se vê empobrecida e abandonada.

Sociólogos e cientistas políticos estudarão como se deu esse movimento de afastamento dos governos populares. Mídia, fake news, preconceito, aversão a pobres (indígenas, negros, nordestinos), igrejas neopentecostais, são fatores que pesaram na mudança de rumos. Erros da esquerda, também. O principal deles, acreditar que a direita preza a democracia.

 

Fraude

Uma em cada cinco transações via aplicativos pode não ser segura: 21,6% dos apps estão conectados com páginas de internet que não possuem o certificado de segurança SSL, mostra estudo da Serasa Experian. Uma forma de averiguar se o ambiente é seguro é procurar pela informação nas Políticas de Privacidade. Caso os termos não deixem claro o uso de criptografia, a recomendação é que a compra seja via desktop, sempre de olho se há o símbolo do cadeado ao lado da URL na barra do navegador.

 

Gastronomia e Café

Alimentação e as artes da mesa nas fazendas, gastronomia, turismo e negócios estarão na oficina que o Instituto Preservale realizará no próximo dia 2, no Hotel Parque Santa Amália, em Vassouras (RJ), sobre “Cultura e Gastronomia no Vale do Café”, a cargo da historiadora e chef Ana Roldao. Inscrições em cieth.com.br

 

Vão-se os anéis

A integrante de uma das famílias mais ricas do país propõe que milionários doem 10% de herança. Não chega a ser um mau negócio. Somada ao imposto sobre heranças, a doação representaria menos de 18% do patrimônio herdado. Nos Estados Unidos, beira os 50%.

 

Sem contestação

O problema não é somente Boris Johnson mentindo; é que a mídia o deixa ir adiante com isso. As falsidades do primeiro-ministro geralmente não são contestadas”, resume o jornalista britânico Peter Oborne. A sentença serve para vários países além do Reino Unido.

 

Eleito

Augusto Nunes em 2017: “Edir Macedo lê a Bíblia como a súcia (PT) lê a Constituição; a interpretação que faz de ‘pessoa eleita por Deus’ é vexaminosa, estreita e oportunista, e entre evangélicos foi quem mais se aproximou do regime finado (PT)”. Hoje, Nunes trabalha na TV Record.

 

Rápidas

A Associação dos Embaixadores de Turismo do Rio de Janeiro realiza no próximo dia 26, das 14h às 17h, oficina sobre vinhos brasileiros, na Sociedade Nacional de Agricultura (Av. General Justo, 171, Centro), com os enólogos Fabio Massad e Jose Hilario Junior, além de um sommelier da Miolo *** Foi adiada a exibição de Se Eu Fosse Você, na Mostra Cine Cultura ACRJ, que ocorreria nesta terça-feira *** Ehab Hanna, vice-presidente do Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do MD Anderson Cancer Center da Universidade do Texas, participará do Congresso Internacional Oncologia D’Or, sexta e sábado, no Windsor Oceânico, na Barra da Tijuca (RJ) *** Para celebrar o Natal, o Shopping Grande Rio realiza até 5 de dezembro a campanha Natal Solidário, com o apoio do Instituto da Criança, visando arrecadar brinquedos novos ou usados, em bom estado, destinados à Casa da Criança Lar São José *** No próximo sábado, acontecerá em Paraisópolis (SP) a primeira edição do G10 das Favelas, que tem o objetivo de fomentar o empreendedorismo das favelas *** A abertura da exposição O Pasquim 50 anos acontecerá nesta terça-feira, no Sesc Ipiranga *** “Produtividade e competitividade abrindo mercados externos” é o tema do próximo Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex 2019), quinta e sexta-feira. Realizado pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), contará com a presença de, entre outros, do ministro da Economia Paulo Guedes.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor