Réveillon Rio 2020 terá música gospel

Pontos de umbanda e camdomblé ficam de fora.

Rio de Janeiro / 22:00 - 3 de dez de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou nesta terça-feira, os detalhes da festa de Réveillon na Praia de Copacabana. Uma das novidades é que haverá quatro palcos: o principal, em frente ao Hotel Belmond Copacabana Palace; e outros três, em pontos estratégicos, na altura da Rua Anchieta, no Leme; na altura da Rua Hilário de Gouveia; e entre as ruas Bolívar e Barão de Ipanema. A expectativa é de superar o recorde de 2,8 milhões de pessoas, obtido na chegada de 2019.

– Essa ideia de mais três palcos em Copacabana não só privilegia o trânsito, mas também dá espaços à canção gospel, que é na nossa cidade o primeiro lugar disparado nas rádios. Essa música, pela primeira vez, terá palco especial para ela. Pela primeira vez, também, teremos o réveillon transmitido ao vivo nas redes sociais da Prefeitura. Estamos falando de uma festa de mais de R$ 10 milhões, e queria agradecer muito a todos os nossos patrocinadores. O réveillon do Rio é fantástico e se espalha pelo mundo. Quem vem sempre volta, as pesquisas com turistas comprovam isso – disse Crivella, na apresentação da festa, no Hotel Fairmont, em Copacabana.

O tema da festa, “Amor a Cada Vista”, remete à beleza natural e arquitetônica da Cidade Maravilhosa, que em 2020 se torna também a primeira Capital Mundial da Arquitetura, título concedido pela Unesco e pela União Internacional dos Arquitetos (UIA). A proposta é que o turista fotografe e filme as deslumbrantes paisagens e construções cariocas e as divulguem nas redes sociais, com a hashtag #vemprorio.

Queima de fogos

A tradicional queima de fogos, com produção da Vision Show, terá 14 minutos de duração. O espetáculo pirotécnico contará com trilha sonora sincronizada, desenvolvida especialmente pelo músico Daniel Lopes, e começará pontualmente à meia-noite. Serão dez balsas, com 16,9 toneladas de fogos com bombas de alto, médio e de baixo calibre e, claro, artefatos inéditos.

O público pode se preparar para novidades nas cores, na diversidade de bombas e na trilha sonora. A estrutura da festa contará ainda com sete telões para o público acompanhar os shows, 16 torres de comunicação com sonorização, 800 banheiros químicos, quatro postos médicos e 30 torres da Polícia Militar.

Criado por Abel Gomes, VP de criação e sócio da SRCOM, o palco tem 48 metros de largura e 16 metros de altura, três telões de LED e iluminação especial.

A festa da virada tem patrocínio da TIM Brasil e do Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria de Estado de Cultura / Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

A Comlurb prepara um esquema especial de limpeza. A Companhia Municipal de Limpeza Urbana mantém uma estratégia para garantir que a festa da virada de ano seja sustentável, desde o réveillon 2013/2014. Na praia de Copacabana serão disponibilizadas quatro tendas em pontos da orla e 120 garis da coleta seletiva ficarão responsáveis por selecionar o material reciclável durante toda a noite do dia 31 para ser entregue na manhã do dia 1° de janeiro de 2020 à cooperativa Transformando, localizada no Ecoparque do Caju. Após a limpeza da faixa de areia e das pistas na manhã do dia primeiro, os resíduos também serão entregues aos catadores cooperativados da Transformando. A limpeza sustentável se estenderá a todas as praias da cidade que terão festa com apoio da Prefeitura.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor