Ressaca do Imposto de Renda traz lições importantes

Por Dora Ramos.

Opinião / 19:02 - 20 de mai de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Terminada a maratona do Imposto de Renda, época tão sofrida para muitos, a vontade mesmo é de pensar no assunto apenas em abril do ano que vem. Afinal, há muito que se viver ainda este ano, como as férias escolares e comemorações como o Natal. Enquanto uma clareada nos pensamentos nunca é demais, não deixe o início do planejamento da próxima Declaração do Imposto de Renda para depois. Quanto antes você se organizar e buscar orientação, melhor.

O período pós-maratona do Imposto de Renda é a hora de revisar e já se preparar, sim, para o próximo. É importante que, a cada passo de suas decisões financeiras, você se informe e tenha certeza do que aquilo significa para a sua Declaração de Imposto de Renda do ano seguinte. É importante lembrar, por exemplo, que parte do rendimento de aplicações como o PGBL ou o VGBL são tributáveis. Muita gente não sabe disso e fica sabendo apenas na hora do resgate. Ou seja: acaba caindo na malha fina e tem que devolver parte de seu dinheiro para o Leão.

 

Deixar tudo para abril do ano que

vem pode ser prejudicial ao seu bolso

 

É por isso que o acompanhamento profissional em cada uma de suas decisões financeiras é imprescindível. Cada transação, cada investimento e cada despesa afeta seu imposto de renda e, de maneira ainda mais importante, sua declaração.

Com isso em mente, é importante lembrar que nada pode ser feito a esmo. Guarde todas suas notas fiscais, por mais insignificantes que elas possam parecer. Na hora de grandes transações, então, como a aplicação em fundos de investimento, doações efetuadas, recebimento de heranças ou compras e vendas de bens materiais como casas ou carros, a importância triplica. Saiba que tudo isso é tributado e pode fazer uma diferença enorme em 2020.

Ou seja, como quase tudo na vida, o importante é se manter organizado e buscar ajuda profissional quando for necessário. Deixar tudo para o mês de abril pode, sim, ser prejudicial ao seu bolso. A única maneira de se antecipar às surpresas que o Leão guarda é buscar informação e conhecimento, disponibilizados por consultores financeiros e demais profissionais da área.

 

 

Dora Ramos

Diretora da Fharos Contabilidade.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor