Advertisement

Reajuste da tabela dobraria faixa de isenção do IR

Nos EUA, deputada sugere alíquota de 70% para os ricaços; no Reino Unido já foi de 83%.

Fatos & Comentários / 08 Janeiro 2019 - 20:18

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A mudança na taxação do Imposto de Renda é um debate que ocorre em vários países. Nos Estados Unidos, a deputada novata – mas famosa desde a campanha – Alexandria Ocasio-Cortez sugeriu, em uma entrevista, que rendas acima de US$ 10 milhões anuais deveriam ser taxadas em até 70%. No Brasil, a equipe econômica estuda mudanças, mas afetar os super-ricos passa longe de seus planos.

No Reino Unido, a tabela já teve alíquota de 83%. Foi Margaret Thatcher quem derrubou para 40% (atualmente está em 45%). A desigualdade só fez aumentar: os 50% com renda mais elevada respondem por 90,6% do total arrecadado. O 1% mais rico recolhe 28,8% do Imposto de Renda pessoa física.

Se realmente quer aumentar a faixa de isenção, o Governo Bolsonaro poderia ao menos reajustar a tabela pela inflação. Desde 1996, a defasagem acumulada é de 95,4%, segundo o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional). Isto equivale a dizer que as faixas deveriam quase dobrar; a isenção subiria para R$ 3.689,57.

 

Correção

Em março de 2014, a OAB entrou com Ação Direta no Supremo (ADI 5.096) para arrancar a correção da tabela do Imposto de Renda. O STF empurra o julgamento com a barriga há quase cinco anos. O mesmo Supremo acabou de conseguir um aumento de 16,38% nos vencimentos dos ministros, alegando que havia uma defasagem causada pela inflação.

 

Vida simples

Não basta aos ultra-ricos viajar de férias. Agora eles buscam “experiências”, uma volta às origens, pé na terra, algo como aprender com indígenas a caçar e cozinhar o alimento. Um desses bilionários, em um ano sabático, viajou com a família. Uma das etapas era avistar o leopardo-das-neves, felino que habita grandes altitudes da Ásia central, principalmente no Tibete e Nepal.

Como é um animal raro, os turistas poderiam passar uma semana nas montanhas e voltar decepcionados. A agência de viagens que organizou tudo deu um jeito: contratou várias equipes que saíram à procura do leopardo-das-neves. Encontrado, um helicóptero levou o grupo do acampamento até o local.

Mais pé na terra, impossível.

 

Inovação

Inventores da IBM obtiveram 9,1 mil patentes em 2018. Mais do que o total de patentes concedidas no Brasil em 2017 (6.250, sendo que apenas cerca de 700 para brasileiros). Dos 25 mil pedidos feitos aqui, 20 mil vieram do exterior.

 

Patriota só até a página 3

Cerca de um terço das 8.517 vagas abertas no programa Mais Médicos com a saída dos cubanos permaneciam abertas após encerrados os prazos para os profissionais se apresentarem nos seus locais de trabalho. Dos 5.846 médicos que se apresentaram, estima-se que 40% eram médicos brasileiros que já atuavam na Saúde da Família do SUS. O percentual deve passar de 50% se contabilizados outras atividades no SUS, como hospitais e UPAs.

A troca ocorreu porque os médicos ganham mais ou têm menor carga horária no Mais Médicos em relação a outras funções no SUS. Assim descobre-se o pé para cobrir a cabeça. A falta de profissionais continua a mesma.

O Ministério da Saúde espera até esta quinta-feira pela apresentação de médicos com inscrição nos conselhos de Medicina brasileiros. Após, abrirá chamada para profissionais formados no exterior.

O fato é que as entidades médicas, tão ativas no combate aos cubanos, e os profissionais, assíduos nas passeatas vestindo verde e amarelo, atolados em sua ideologia, deixaram os cidadãos que mais precisam na mão.

 

Margem de erro

Em março do ano passado, o Ibre/FGV ainda projetava uma expansão do PIB de 2,8% em 2018. O crescimento deve ficar em menos da metade do previsto.

 

A conta do Queiroz

Quem pagou a conta da operação de Fabrício Queiroz no – novamente ele – Hospital Israelita Albert Einstein?

 

Rápidas

O Ibef-Rio realiza o curso “Tributos no Setor de Energia Elétrica: aspectos do planejamento e da gestão”, dias 23 e 24, na sede (Av. Rio Branco, 156, 4º andar, Ala C, Centro, Rio de Janeiro) *** O terapeuta ayurveda, escritor e professor de ioga Fábio Goulart estará no Cereall (Rua José Bonifácio, 28, Centro de Cabo Frio, RJ), dia 16, às 18h30, para compartilhar suas vivências *** Neste sábado, das 14h às 18h, o Shopping Jardim Guadalupe realiza a Feira Me dê um Lar, destinada à adoção de animais *** O Caxias Shopping realizará um dia de Colônia de Férias, neste sábado, com apoio do Sesi Duque de Caxias, para crianças entre 3 e 12 anos.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor