PSL: Queda de braço continua

Eduardo nega acusação de notícias falsa feita por Joice

Política / 22:25 - 22 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O líder do PSL na Câmara e filho de Jar Bolsonaro, deputado Eduardo Bolsonaro (SP), disse desconhecer que assessores seus mantenham perfis falsos em uma rede social. Segundo a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), Carlos, Eduardo e Flávio Bolsonaro são líderes de uma rede especializada em campanhas de difamação e notícias falsas usando aplicativos de mensagens com mais de 1.500 perfis fakes. Segundo ela, “dentro do Palácio do Planalto”, “no gabinete do presidente”, há um grupo responsável por produzir esse material – campanhas de difamação e informações falsas.

Cabe a ela provar, então. Eu não tenho conhecimento de nada disso”, disse Eduardo Bolsonaro em entrevista ao G1. “Se ela falou qualquer coisa, cabe a ela provar, não a mim. Eu respondo ao PGR (procurador-geral da República), eu falo com o presidente ou com quem quer que seja”, ressaltou.

Sobre a crise no partido, Eduardo Bolsonaro diminuiu o tom. “Chega uma hora que ninguém aguenta mais. Não é produtivo manter isso (troca de acusações) durante um longo prazo. As farpas foram trocadas, e agora chegamos no day after disso tudo”.

Assim como Jair Bolsonaro, Eduardo também usou o casamento para explicar a crise no PSL. “Já vi até casal divorciado voltar a se casar. Por que não voltar a reunir todo mundo na bancada? Tem espaço pra gente trabalhar com relação a isso. A gente não precisa morrer de amores uns pelos outros, mas, como falei, voltar a focar nas pautas que interessam ao país. Mais uma vez, me comprometo (como líder) a não fazer qualquer tipo de retaliação, não é do meu estilo. Estou vendo do outro lado também atitudes que vão ao encontro dessa questão de botar panos quentes”, disse

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor