Profarma registra Ebitda de R$ 38,9 milhões e crescimento de 33,8%

Mercado Financeiro / 06:27 - 9 de nov de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Profarma divulgou os resultados do terceiro trimestre de 2016 no dia 8 de novembro de 2016. A companhia vem apresentando uma visão consolidada pro forma, considerando 100% da Divisão Especialidades, para melhor entendimento dos resultados dos investimentos. No terceiro trimestre de 2016, a Profarma registrou faturamento (receita operacional bruta pro forma consolidada) de R$ 1,4 bilhão, aumento de 4,3% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O Ebitda alcançou R$ 38,9 milhões e margem de 3,3%, crescimento de 33,8% e 0.8 p.p. em relação ao 3T15. Houve também redução do nível de endividamento líquido da Companhia, que somou R$ 398 milhões no trimestre, o que levou a relação dívida líquida / Ebitda a 3,1 vezes, queda de 18,5% em relação a junho/16. Tal melhoria se deve ao incremento do Ebitda acumulado dos últimos 12 meses de 13,9%, que somou R$ 128 milhões, assim como a geração operacional de caixa de R$ 69,6 milhões. Em 26 de setembro, a Profarma anunciou a compra da Rede Rosário, rede líder no Centro-oeste com 150 lojas, por R$ 173 milhões e pagamento em duas parcelas, sendo R$ 32 milhões à vista e o restante ao final de três anos, corrigidos a taxa de 120% do CDI no período. Com esta aquisição, a d1000 varejo farma, Divisão Varejo da Profarma, passa a contar com quatro marcas - Drogasmil, Farmalife, Tamoio e Rosário - e a ocupar a sexta colocação no ranking nacional, em número de lojas, com total de 280 lojas. Registrou R$ 1,0 bilhão em vendas no 3T16, montante 3,0% superior ao obtido no 3T15, com destaque para o crescimento de 14,8% nas vendas para clientes médios e independentes. O Ebitda atingiu R$ 30,0 milhões, margem de 3,3%, evolução de 41,4% frente o resultado do 3T15, principalmente em função do aumento da margem bruta no período em 0.9 p.p., que atingindo 10,5%. Com evolução de 19,9% na comparação com o registrado no 3T15, a receita bruta da Divisão Especialidades alcançou R$ 241,5 milhões. As vendas do atacado de especialidades, com avanço de 29,2%, contribuíram para tal desempenho. A d1000 varejo farma apresentou receita bruta de R$ 198,1 milhões no 3T16, avanço de 3,7% em relação ao 3T15. O Ebitda consolidado da Divisão atingiu R$ 7,1 milhões, o que resultou em evolução de 187,9% em relação ao 3T15. O resultado líquido apresentou melhora de R$ 6,0 milhões quando comparado com o 3T15, explicado pela melhora do Ebitda em R$ 4,6 milhões.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor