Produção da Petrobras crescerá 46% até 2019

Resultado dos investimentos desmente críticos do pré-sal A produção de petróleo da Petrobras deve crescer 46%...

Empresas / 01:53 - 17 de ago de 2018

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Resultado dos investimentos desmente críticos do pré-sal

A produção de petróleo da Petrobras deve crescer 46% até o fim de 2019, com a entrada em produção de seis plataformas nos campos do pré-sal. A informação foi passada pelo diretor de Desenvol-vimento de Produção e Tecnologia da estatal, Hugo Repsold Júnior, à colunista Maria Cristina Frias, da Folha de S. Paulo.
O retorno no pré-sal joga por terra as análises de que a Petrobras estaria quebrada. Como toda empresa que está em fase de investimentos, é natural o aumento da dívida, ainda mais em uma indústria em que o retorno é demorado.
A estatal teve nos últimos anos, mesmo com a queda do preço do petróleo no mercado internacional, lucro operacional compatível com as demais petroleiras. A exceção foi 2014, mas o prejuízo de US$ 7,3 bilhões foi causado por baixas contábeis em razão de reavaliação de ativos. Sem os US$ 16,8 bilhões do chamado impairment, a estatal teria registrado resultado positivo. Naquele ano, o lucro operacional bruto foi de cerca de R$ 80 bilhões.
O litro da gasolina nas refinarias passará a custar R$ 1,9810 a partir desta sexta-feira, um aumento de 0,5% em relação ao preço de R$ 1,9711 desta quinta. Este é o quarto aumento consecutivo. O preço do óleo diesel segue congelado em R$ 2,0316 até 1º de dezembro, como parte do acordo que levou ao término da greve dos caminhoneiros.
O anúncio do novo aumento acontece um dia depois de a Agência Nacional do Petróleo (ANP) ter divulgado a aprovação da minuta de resolução sobre transparência na formação de preço dos combustíveis, biocombustíveis e gás natural para os órgãos públicos e para o público geral.
 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor