Presidente do Inep cai às vésperas do Enem

Ministério da Educação diz que demissão foi 'a pedido'.

Política / 22:50 - 16 de mai de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Nomeado há apenas 15 dias e às vésperas do Enem, o presidente do Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais (Inep), Elmer Vicenzi, foi demitido nesta quinta-feira. A informação foi confirmada no início da noite pelo Ministério da Educação (MEC), que, no entanto, disse apenas que a demissão foi “a pedido”. O MEC não divulgou ainda um substituto.

Ex-delegado da Polícia Federal, Vicenzi assumiu o Inep após a demissão de Marcus Vinicius Rodrigues, que foi o primeiro a assumir o posto na gestão de Jair Bolsonaro e caiu porque resolveu acabar com a avaliação de alfabetização e por conta de uma disputa interna entre olavistas e militares.

O Inep é responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e Vicenzi estava em meio a uma disputa com integrantes do ministério. Segundo fontes, deve ter sido o exame a causa de sua demissão.

Na terça-feira, em reunião na Comissão de Educação da Câmara, Vicenzi afirmou que o presidente Jair Bolsonaro não pediu para ver o Enem, conforme ele disse que faria.

“Não foi pedido ao Inep, de nenhuma autoridade superior, ministro da Educação ou presidente, para ler a prova”, disse Vicenzi na ocasião. “Se o presidente pedir, fará obediência normativa. Havendo normativo, fará. Não havendo, não fará. Quem fala sobre normativos? A Advocacia-Geral da União”, completou ele.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor