Prêmio Patrícia Acioli tem participação da Alerj

Homenagem à juíza assassinada em 2011.

Decisões Econômicas / 10:09 - 25 de jul de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Estão abertas até 12 de agosto as inscrições para a 8ª edição do Prêmio Patrícia Acioli de Direitos Humanos, promovido pela Associação dos Magistrados do Estado do Rio (Amaerj). O prêmio, que tem neste ano o apoio da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), foi criado com objetivo de homenagear a memória da juíza Patrícia Acioli – assassinada em 2011 – e dar continuidade à luta da magistrada em prol da dignidade humana.

 

Codecon atende no Recreio

A Comissão de Defesa do Consumidor (Codecon) da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vai atender os moradores do Recreio, na Zona Oeste do Rio, até este sábado. Uma tenda da comissão foi instalada na Avenida Guiomar de Novaes, próximo à academia Acqua Fitness, com serviços como reclamações de relação de consumo, queixas sobre a atuação de órgãos públicos, esclarecimentos de dúvidas, orientações jurídicas, entre outros. Os interessados podem comparecer nesta sexta até às 17h e no sábado, das 9h às 15h.

Deputado Marcos Muller

Abandono em veículo agora é crime

A Campanha de Atenção Contra o Abandono de Vulnerável em Veículos foi criada no Estado do Rio. É o que determina a Lei 8.476/19, de autoria do deputado Marcos Muller (PHS), que foi sancionada pelo governador Wilson Witzel. O objetivo da campanha é alertar motoristas para que não esqueçam crianças e pessoas que necessitam de atenção especial nos veículos.

Vereador Duda Petra

Suplentes assumem na Câmara do Rio

Dois novos vereadores tomaram posse na Câmara Municipal do Rio nos últimos dias. O advogado Carlos Eduardo Petra Lopes de Carvalho, conhecido como Duda Petra (PDT), foi empossado na vaga deixada por Renato Moura, que assumiu o cargo de secretário municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação na Prefeitura do Rio. Alexandre Arraes (PSDB) retornou à Câmara do Rio. Ele, que já assumiu o mandato anteriormente, entre janeiro e setembro de 2017, ocupa agora o cargo deixado por Felipe Michel, que é o novo titular da Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos.

Vereador Fernando William

Trabalho inútil

O vereador carioca Fernando Willian fez requerimento de informações solicitando à Prefeitura do Rio a relação nominal, o número da matrícula, lotação e valor descriminado do salário e gratificações dos servidores. Ele acha que assim vai saber quanto ganham os políticos que debandaram para o lado do prefeito Marcelo Crivella em troca de cargos e indicações de apadrinhados. Trabalho inútil. Bastaria ao vereador consultar o portal da transparência. Todas essas informações estão lá, bem detalhadas. Constam lá, inclusive, os vencimentos do próprio prefeito.

 

Trabalho duro, mas nem tanto

Os vereadores do Rio andam se vangloriando do trabalho duro (como assim?) do primeiro semestre de 2019 para atender às principais necessidades dos cidadãos. Dizem que a função fiscalizadora do Poder Legislativo ganhou destaque com a instalação de oito novas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI), além de encerrar outras três CPIs já iniciadas em 2018. Só faltou dizer que todas elas não levaram nada a lugar nenhum. As três encerradas não concluíram nada, não incriminaram ninguém.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor