Prejuízo da Marfrig cai 81,4%

Empresas / 16:17 - 12 de mai de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O prejuízo líquido da processadora de alimentos Marfrig caiu 81,4% no primeiro trimestre do ano em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, para R$ 106,2 milhões. O número considera os resultados de operações vendidas e ganho de capital no valor de R$ 4,3 milhões. Desconsiderando esses números, o prejuízo fica em R$ 101,9 milhões, queda de 81,9%. A receita líquida de janeiro a março somou R$ 4,9 bilhões, alta de 16,1% ante o mesmo período de 2015. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado do período, que exclui os efeitos de outras receitas e despesas operacionais no valor de R$ 19 milhões, ficou em R$ 443,1 milhões, alta de 25,3%. A margem ficou em 9% no trimestre, aumento de 0,6 ponto percentual. No primeiro trimestre, o fluxo de caixa livre para acionistas ficou negativo em R$ 122 milhões, explicado pela despesa financeira, que apesar da queda em dólares, foi influenciada pela depreciação média do real de 36,6% no primeiro trimestre do ano ante o mesmo trimestre de 2015. O fluxo de caixa operacional ficou em R$ 298 milhões no trimestre, alta de 28,5% na comparação anual. A dívida líquida da Marfrig somou R$ 6,52 bilhões no primeiro trimestre. Com esse resultado, a relação da dívida líquida e do Ebitda ajustado, sem o efeito positivo do ganho de capital da venda de ativos registrada em 2015, ficou em 3,47 vezes ao final do primeiro trimestre.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor