Preço do diesel registra variação de até 13%

Em julho, valor do combustível avançou 0,5% nas bombas de todo o país; Sul e Sudeste seguem liderando com os menores preços.

Conjuntura / 16:24 - 23 de ago de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O preço médio do diesel voltou a subir nos postos brasileiros, revela o levantamento de julho do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Depois de um período de baixa, o litro - vendido em média a R$ 3,749 - registrou avanço de 0,5% sobre os R$ 3,729 do mês anterior. Na Região Norte, o valor médio passou dos R$ 4, e foi o litro mais caro de todo o Brasil: R$ 4,021. A diferença chega a 13%, quando o preço é comparado à média dos postos da Região Sul, R$ 3,469.

"O reajuste anunciado pela Petrobrás no fim do mês deve começar a se refletir nas bombas em agosto. Dessa, forma temos a previsão de mais um avanço no litro do diesel, bem como para os outros combustíveis, no próximo período", comenta o diretor geral de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, Jean-Urbain Hubau (Jurb).

As Regiões Sul e Sudeste seguem liderando com os menores preços, com médias de R$ 3,469 e R$ 3,603, respectivamente. O Paraná se destaca com o menor valor do litro, vendido a R$ 3,314. Já a redução mais significativa para o combustível foi registrada em Roraima, com recuo de 2,3% e o litro vendido a R$ 3,812, ante os R$ 3,902 de junho. No Centro-Oeste e no Nordeste, o preço médio do combustível também recuou: 0,6% e 0,4%, respectivamente.

Além da variação por estado, o IPTL apresenta o preço médio do diesel em diferentes trechos das principais rodovias brasileiras. Na Fernão Dias, o veículo que sair de São Paulo e for abastecido no trecho de Minas Gerais encontra um valor 4,7% mais caro. O mesmo acontece na Rodovia Presidente Dutra, de São Paulo ao Rio de Janeiro, o motorista encontra um aumento de R$ 0,16 no diesel.

Ao contrário do tipo de combustível comum, o preço médio do diesel S-10 ficou mais barato em julho, com baixa de 1,3%, com o litro a R$ 3,82. O recuo mais significativo ocorreu nas bombas da Região Sul, com média de 0,95% e o litro vendido a R$ 3,552, o menor valor da média nacional. Já o Norte registrou alta de 0,89%, com o litro vendido a R$ 4,074, o mais caro de todo o território nacional. Nas Regiões Sudeste e Nordeste o recuo foi de 0,38% e 0,23%, respectivamente.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor