Advertisement

Pré-candidatura de Maia não atrapalha a pauta do Congresso, diz Eunício

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), avaliou nesta terça-feira que o lançamento da pré-candidatura do...

Política / 13 Março 2018

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), avaliou nesta terça-feira que o lançamento da pré-candidatura do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), à Presidência da República não influencia e nem atrapalha em nada a pauta do Congresso.

- Acho que nada vai influenciar nessa questão, pela responsabilidade que nós temos, tanto ele, quanto eu, de tocar a pauta do Congresso Nacional. Candidatura não pode influenciar nisso. Eu acho até que dinamiza, para que essas matérias que são importantes, que falam com a sociedade brasileira, que dialoguem com a sociedade brasileira, possam efetivamente ser votadas aqui o mais rápido possível - disse.

Ainda sobre a pauta, Eunício disse tem conversado muito com Rodrigo Maia.

- O Senado votou todas as matérias de microeconomia e quase todas as matérias da questão de segurança pública. Não tem vaidade de ser pauta do Congresso, tem que ser da Câmara para o Senado e do Senado para a Câmara. Como nós estávamos desde o ano passado com a pauta de microeconomia e segurança pública, nós adiantamos algumas coisas aqui. A Câmara estava com outra pauta no ano passado, que era a Previdência e as duas denúncias contra o presidente da República, então atrasou um pouco, mas o Rodrigo disse que vai fazer um mutirão para votar as propostas na área de segurança - adiantou Eunício Oliveira.

 

Caixa - Rodrigo Maia, ressaltou a função social da Caixa Econômica Federal, em sessão solene pelos 157 anos da instituição, realizada na Câmara nesta segunda. Ele enumerou os programas sociais pelos quais a Caixa é responsável, como FGTS, Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, mas afirmou que o grande desafio do banco é ser o financiador do saneamento básico no País.

- O Estado brasileiro precisa compreender a importância da Caixa para que ela tenha condições de enfrentar o desafio do saneamento público e possa investir mais de R$ 10 bilhões por ano no setor - defendeu Maia, lamentando que parte da sociedade ainda receba residência pelo Minha Casa Minha Vida em bairro sem saneamento básico. "Isso nos deixa perplexos"”, destacou.

Rodrigo Maia falou ainda sobre a importância da Caixa para a população que não é atendida pelos grandes bancos devido à concentração do sistema financeiro.

- Tanto Caixa, como Banco do Brasil têm papel essencial para que sociedade não fique refém de um duopólio.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, afirmou que a Caixa representa "os braços e as pernas" de sua pasta.

- Nosso ministério se capilariza por meio da Caixa Econômica Federal com a realização das mais importantes obras públicas de infraestrutura, como saneamento, abastecimento de água e mobilidade urbana.

 

Com informações da Agência Brasil e da Agência Câmara Notícias