Por conduta imprópria, SEC multa PwC em US$ 7,9 mi

Acusação da Comissão é de violação das regras de independência do auditor.

Acredite se Puder / 17:54 - 25 de set de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Securities and Exchange Commission acusou a PricewaterhouseCoopers LLP de conduta profissional imprópria relativa a 19 trabalhos em nome de 15 emissores registrados no órgão, além de violar as regras de independência do auditor. Brandon Sprankle, parceiro da firma de auditoria, também foi acusado de violações à independência da empresa. Ambos, concordaram em pagar as despesas e a PwC pagará mais de US $ 7,9 milhões em multas. Além da execução de serviços que não era de auditoria para 15 clientes de auditoria conforme o registro no órgão, a PwC violou a regra 3525 do Conselho de Supervisão de Contabilidade de Empresas Públicas.

 

Fosun faz injeção para salvar Thomas Cook

A Fosun decidiram injetar 450 milhões de libras britânicas na operadora turística Thomas Cook, com o objetivo de evitar a decretação de sua falência. Com isso, os chineses ficarão com pelo menos 75% das ações da empresa britânica e com 25% da companhia aérea do grupo. Os bancos e obrigacionistas participarão convertendo o restante da dívida em ações. Esse acordo será submetido à aprovação legal e das entidades reguladoras de concorrência. A intenção da administração é a de manter a Thomas Cook em bolsa. Contudo, há a hipótese de que o processo de injeção de capital leve ao cancelamento da cotação da empresa nos mercados.

 

EUA impõe tarifas de US$ 8 bi à UE

A Organização Mundial do Comércio deve autorizar os Estados Unidos a imporem tarifas alfandegárias de US$ 8 bilhões a produtos importados da União Europeia, devido aos apoios ilegais à fabricante de aviões Airbus. A decisão foi comunicada por Cecília Malmstrom, comissária europeia responsável pela pasta do Comércio. Com isso, Donald Trump fica assim autorizado a estabelecer as novas tarifas a partir do dia 30 de setembro. Serão taxados helicópteros de passageiros, algumas motos, vários tipos de queijos e vinhos, roupas para a neve, azeitonas e massas, além de alguns tipos de uísque.

 

CVM proíbe XM de captar recursos

A XM Global Limited não está autorizada pela CVM a captar clientes residentes no Brasil, por não integrar o sistema de distribuição previsto no art. 15 da Lei 6.385/76. A Superintendência de Relações com o Mercado e Intermediários da Comissão de Valores Mobiliários alerta o mercado de valores mobiliários e o público em geral sobre a atuação irregular dessa empresa. A autarquia detectou indícios de que a XM, por meio do site www.xm.com e de redes sociais, efetua a captação irregular de clientes para a realização de operações no mercado Forex.

A CVM determinou a imediata suspensão de veiculação de qualquer oferta de oportunidades de investimento no mercado de forex ou quaisquer outros derivativos. Caso não seja cumprida a determinação, a empresa estará sujeita à multa cominatória diária no valor de R$ 1.000,00. Além disso, sem prejuízo de responsabilidades pelas infrações já cometidas antes da publicação deste ato, poderá haver imposição das penalidades cabíveis, nos termos do art. 11 da Lei 6.385/76, após o regular processo administrativo sancionador.

 

Petróleo cai com aumento de estoques

Os preços do petróleo foram pressionados pelo aumento dos estoques norte-americanos pela segunda semana consecutiva. O instituto da energia norte-americano reportou que a produção aumentou 2,4 milhões de barris por dia na semana passada. Além disso, a rápida recuperação da produção da Saudi Aramco, que está prevendo que o número de barris produzidos diariamente regresse à normalidade dentro de alguns dias. Em Londres, a cotação do barril do Brent perdeu 1,82% para os US$ 61,95, enquanto o WTI também desvalorizou 1,82% para os US$ 56,25.

 

Paládio com novo recorde, ouro cai

A cotação do paládio registrou novo máximo em US$ 1.677,45 a onça. Enquanto isso, a onça do ouro cedeu 1,45% para US$ 1.509,85.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor