Política inútil

Fatos e Comentários / 17:18 - 9 de jun de 1999

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Incensado como campeão do ajuste fiscal, o governador do Espírito Santos, José Ignácio (PSDB), não conseguiu transformar o arrocho ao funcionalismo e a ojeriza ao social em melhora da situação do estado. O recolhimento do ICMS desabou 19% no estado desde a posse do tucano, que chegou a postergar o início do ano letivo para economizar uns trocados com o não fornecimento da merenda escolar. Lucro O presidente da Caixa Econômica Federal, Emílio Carazzai, anunciou que o objetivo da instituição para 1999 é atingir o lucro de R$ 1 bilhão. A previsão foi feita em São Paulo, durante almoço com 150 executivos associados ao Instituto Brasileiro de Executivos Financeiros (Ibef). Se alcançado, será o maior lucro da história da Caixa. Agressão A Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgou nota de protesto contra as agressões praticadas pelo soldado da Polícia Militar Carlos Alberto Pires da Silva contra a jornalista Tânia Martins e o repórter-fotográfico Paulo Ricardo Rocha, do jornal Meio Norte, de Teresina (PI). No dia 31 de maio de 1999, os dois repórteres presenciaram e fotografaram o militar praticando atitudes truculentas contra um menino de rua. O flagrante levou o soldado PM Carlos Alberto da Silva a agredir física e verbalmente os dois jornalistas. Segundo a nota da ANJ, "o ocorrido torna-se superlativo, não só por envolver um policial militar, cuja atitude deve ser investigada e punida com rigor, mas também, porque os dois repórteres estavam no exercício profissional, que deve ser pleno e livre." Terra arrasada A política privatista do ex-governador Antônio Britto (PMDB) ajudou a empurrar o Rio Grande do Sul para um dos maiores índices de desemprego do país: 19% da população economicamente ativa (PEA), segundo o governador Olívio Dutra (PT), que herdou o caos plantado por seu antecessor. Orelhas ardendo Se o prestígio de um chefe pode ser medido pela avaliação do seus funcionário, o ministro Pedro Malan vai de mal a pior. Revoltados com os maus tratos do patrão, os aposentados do Ministério da Fazenda têm brindado Malan e o presidente FH com epítetos nada suaves. Sádico é o mais ameno deles. Linguagem Na briga pelo mercado com os celulares de cartões pré-pagos, a Teletrim está enviando mala direta para os consumidores comparando os dois serviços com o seguinte texto: "No mundo todo, o custo mensal do pager é, em média, quatro vezes menor que o do celular". Como uma vez menor já é igual a zero, se algum consumidor mais atento à matemática que os marqueteiros do Teletrim recorrer ao Procon, a empresa corre o sério risco de ter de prestar serviços gratuitos. Co-responsável A terceirização na contratação de trabalhadores através de empresas prestadoras de serviços não isenta governos, empresas e órgãos públicos de responderem subsidiariamente por débitos trabalhistas não honrados pela contratada. O alerta é da advogada Maritza Tovar, especialista em direito trabalhista, que publicou estudo amparado no Enunciado 331 do Tribunal Superior do Trabalho no jornal Correio Sindical. O enunciado firma a responsabilidade de quem contrata, desde que tenha participado da relação processual e conste do título executivo judicial. Qualidade total Um erro cometido por funcionários da empresa Metral, que presta serviços à Light, na noite de anteontem, deixou sem energia elétrica várias ruas da Tijuca. O apagão danificou vários aparelhos de eletrodomésticos e de informática. O erro aconteceu quando funcionários da empresa efetuavam reparos nos transformadores do bairro e acabaram trocando voltagem de 110 V para 220 V. A desastrada troca provocou uma grande explosão, deixando várias ruas completamente às escuras. A ex-estatal já se comprometeu a ressarcir os prejuízos em cinco dias.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor