Plano Mais Brasil é confissão de fracasso

Ministério da Economia mostra que 5 anos de neoliberalimso extremista jogaram Brasil na sarjeta.

Fatos e Comentários / 20:46 - 7 de nov de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Sem querer, o Plano Mais Brasil, de Paulo Guedes, é um libelo contra a política neoliberal extremista que assola o Brasil desde 2015, ainda no governo petista, mas com Joaquim Levy, parça de Guedes, no comando da economia.

O Produto Interno Bruto (PIB) desabou em 2015, permanecendo no terreno negativo em 2016 e ficando pouco acima de nada em 2017, 2018 e, provavelmente ainda menor, em 2019.

O déficit primário, que começou tímido em 2014 (R$ 32,5 bilhões, ou 0,59% do PIB), triplicou em 2015 (R$ 111 bilhões, 1,88% do PIB), foi ao fundo do poço em 2016 (R$ 156 bilhões, 2,47% do PIB) e voltou ao elevado patamar de 2015 em 2017 (R$ 124 bilhões, 1,9% do PIB) e 2018 (R$ 120 bilhões, 1,7% do PIB).

A despesa total do governo, abaixo de 40% até 2014, beirou os 50% após 2015. A dívida pública explodiu: de 56,28% do PIB (na média da década anterior) em 2014 pulou para 65,5% (2015), 69,86% (2016), 74,07% (2017), 77,22% (2018) e 79,03% até setembro de 2019.

O investimento público foi na mão contrária: de já fraco 1,3% do PIB para 0,7% em 2019, tendendo, segundo admite o próprio documento, a zero.

Não estava no Plano do Guedes, mas os dados sobre pobreza divulgados quarta-feira pelo IBGE fecham o caixão do fracasso neoliberal: a miséria cresceu 50% de 2014 para 2018, passando a flagelar 13,5 milhões de pessoas.

 

Fora da venda

O governo encaminhou ao Congresso o projeto de privatização da Eletrobras, mas deixou de fora a Eletronuclear e a Usina de Itaipu. Desta forma, o processo só se concluirá se a assembleia geral da Eletrobras aprovar a reestruturação societária para manter as duas empresas sob o controle, direto ou indireto, da União.

O assunto será um dos temas dos debates programados para o 5º Seminário sobre Energia Nuclear: Aspectos Econômicos, Políticos e Ambientais, que acontecerá em 26 e 27 de novembro próximo, na Uerj, no Rio de Janeiro.

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, já confirmou presença no painel que vai discutir “A Retomada de Angra 3 e Atualização da Política Nuclear Brasileira”, na mesma manhã da abertura do evento, que ocorrerá no Campus da Universidade no Maracanã, Pavilhão Reitor João Lyra Filho – Bloco F – Auditório 71.

 

Punição pela metade

A (ex)miss Campo Novo do Parecis (MT) perdeu a coroa por gravar um vídeo zombando de um entregador de comida que trabalhava usando uma bicicleta. Quem terá coragem de punir as empresas disfarçadas de aplicativos que exploram o trabalho físico, sem nem ao menos dar o meio de produção (a bicicleta)?

O entregador, que no dia em que foi zoado faturara apenas R$ 20, acabou ganhando uma moto – não do app, nem do velho da Havan (como chegou a circular em boato), mas de um programa de TV.

 

Os autores, os autores

O contrato de concessão da Linha Amarela entre a Prefeitura do Rio e a Lamsa foi modificado em 2005 e 2010. Tal qual o porteiro do condomínio dos Bolsonaro, não se fala no nome dos prefeitos nas duas ocasiões. Eram Cesar Maia, pai do atual presidente da Câmara dos Deputados, e Eduardo Paes.

 

Coerente

Na nota “Pregador doidão”, em seu blog na Veja, Augusto Nunes ironizava o bispo Edir Macedo. No mês passado, Nunes aceitou, feliz, uma vaguinha na TV do bispo.

 

Rápidas

O Tribunal da Justiça da Bahia (TJBA) realizará, 29 de novembro, das 9h às 17h, o I Fórum Nacional da Magistratura e os Desafios na Justiça 4.0, com o objetivo de debater os caminhos da “nova Justiça”, marcada pelo uso de recursos tecnológicos. A aula magna de abertura será proferida pelo ministro Luiz Fux, do STF. Inscrições aqui *** O Ciclo Empreendedor Universitário (CEU) acontecerá neste sábado na sede do BTG Pactual, em Botafogo. Inscrições aqui *** A FGV EPGE realizará dia 11 o seminário “Fintechs: Oportunidades e Aspectos Micro e Macroeconômicos”, com a participação do diretor do Banco Central João Manoel Pinho de Mello e do presidente do Conselho de Administração do BNDES, Carlos Thadeu de Freitas Gomes. Inscrições aqui *** O consultor Luiz Affonso Romano ministra mais uma turma do Curso de Formação de Consultores, 6 e 7 de dezembro, das 9h às 18h, em São Paulo. Inscrições aqui *** A Mostra Cine Cultura, da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) exibe dia 19, às 18h, o filme Se Eu Fosse Você.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor