Petrobras ganha certificação internacional

Estatal iniciou há três anos processo de reestruturação

Mercado Financeiro / 21:11 - 20 de set de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Depois de ter o seu nome vinculado a práticas de corrupção e os seus principais executivos presos, a Petrobras conseguiu este ano obter a certificação da Association for Supply Chain Management (ASCM) em excelência ambiental, ética e econômica na cadeia de contratação e suprimento de bens e serviços. O anúncio foi feito, na última terça-feira, em cerimônia em Las Vegas, nos Estados Unidos.

A petroleira, que iniciou o seu processo de reestruturação em 2016, levantou no acumulado deste ano, contabilizado até julho, US$ 15 bilhões com vendas de ativos considerados não essenciais. A empresa diz estar focando esforços na exploração e produção de petróleo e gás em águas profundas e ultraprofundas. Em agosto, reportou que no segundo trimestre o seu lucro líquido aumentou 368% em relação ao lucro líquido do primeiro trimestre do ano (R$ 4 bilhões) e 87% na comparação com o segundo trimestre de 2018 (R$ 10,1 bilhões).

Trabalhamos duro para obter a certificação e estamos orgulhosos de ser a primeira empresa a obter essa importante conquista. Vale destacar que, para a obtenção desse resultado, foi muito importante termos uma cadeia de fornecedores vigorosa, comprometida e alinhada com os resultados da Petrobras”, afirma o gerente executivo de Suprimento de Bens e Serviços, Cláudio Araújo.

Ao obter a certificação, reforçamos o nosso compromisso com o aprimoramento da governança dos processos de suprimento de bens e serviços, contribuindo para o aumento da credibilidade da companhia em um cenário de mercado competitivo”, destacou a estatal.

A ASCM, com mais de 45 mil membros em 100 países, dentre eles a Boeing e a Ceva Logistics, faz parte da American Production and Inventory Control Society (APICS), uma organização internacionalmente renomada de certificação e treinamento de profissionais de contratação e suprimentos, com mais de 60 anos de atuação.

No mapeamento sobre a Petrobras, os auditores da ASCM analisaram mais de 170 documentos e avaliaram os processos de contratação e logística em relação às melhores práticas internacionais, considerando mais de 148 critérios. Eles visitaram as unidades de logística de suprimentos da estatal. “Puderam verificar, por exemplo, o gerenciamento e controle automatizados nos armazéns, com adoção de soluções digitais, além do compromisso com altos padrões de tratamento das questões ambientais”, explicou texto divulgado pela estatal.

Processo de certificação

O processo de certificação envolveu mais de 50 profissionais de várias áreas: Suprimento e Bens e Serviços; Logística de E&P; Governança; TIC; Compartilhado; Conformidade; Auditoria Interna; Recursos Humanos; Segurança, Meio Ambiente e Saúde; Estratégia; Riscos; Responsabilidade Social e Cenpes.

Para o diretor de Assuntos Corporativos, Eberaldo Neto, a importância deste feito extrapola o fato de estarmos na companhia de grandes empresas que ainda perseguem esta certificação, pois, quando da reestruturação da Petrobras, em 2016, a centralização dos processos de suprimento de bens e serviços foi avaliada pelo nosso Conselho de Administração (CA) como o maior desafio que enfrentaríamos, tendo em vista que a empresa vinha de uma situação de quase insolvência desencadeada por maus feitos em contratações.

Assumimos o compromisso com o CA de trabalhar para resgatar o orgulho dos empregados, transformando o processo de contratação em um processo de excelência. Escolhemos uma entidade de tradição e reputação internacional para nos avaliar e considero que podemos nos orgulhar desta honraria. Entendo que este reconhecimento se estende a todos os colegas das várias áreas da empresa, pois não há um só colega que não se envolva no processo de contratação, seja suportando com um parecer, seja como solicitante de um bem ou serviço”, disse Eberaldo.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor