Pesquisa mostra que 58% dos brasileiros nas Olimpíadas virão de SP, SC e Brasília

Rio de Janeiro / 08:08 - 22 de jun de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Os Jogos Olímpicos deverão atrair milhares de novos turistas ao Rio de Janeiro. A abertura será no dia 5 de agosto e durante todo o período em que os jogos acontecerão, a expectativa é que a Cidade Maravilhosa receba visitantes que ocupem tanto a capital carioca quanto as cidades próximas, como Búzios, Petrópolis e outras localidades. De acordo com um levantamento da agência de viagens online ViajaNet, 58% dos brasileiros que deverão visitar a cidade no período das Olimpíadas são de São Paulo, Santa Catarina e Brasília. Para Gustavo Mariotto, marketing manager do ViajaNet, "as Olimpíadas deverão atrair turistas do mundo todo, mas brasileiros destes três estados deverão ser maioria". Com medo de zika, jogador irlandês de golfe desiste dos Jogos O atleta irlandês Rory McIlroy, um dos maiores jogadores de golfe da atualidade, informou hoje que não vai participar dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que começam em 5 de agosto deste ano. A causa: a ameaça do vírus zika. Em comunicado divulgado pela empresa que faz a gerência de sua carreira esportiva, ele disse que percebeu que sua saúde e da família "vem antes de qualquer outra coisa." O irlandês informou que "embora o risco de infecção do vírus da zika seja considerado baixo, é um risco, e é um risco não estou disposto a tomar." Ao tomar conhecimento da decisão, o Conselho Olímpico da Irlanda informou estar desapontado com a decisão do atleta, mas expressou compreensão. O órgão disse esperar que a ausência de McIlroy possa proporcionar uma oportunidade para outro jogador: "Rory deveria ser uma das grandes estrelas do Rio 2016, mas agora dará uma oportunidade para que outro golfista irlandês assuma a chance de se tornar um atleta olímpico e participar do retorno histórico do golfe aos Jogos Olímpicos, após uma ausência de 112 anos", informou o Conselho Olímpico da Irlanda. Com informações da Agência Brasil

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor