Perda com viés ideológico no BNDES é 4 vezes maior

Governo abandona mercado de serviços de engenharia no valor de US$ 11 bilhões.

Fatos e Comentários / 19:37 - 9 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O cálculo de que o Brasil deixou de lado serviços no exterior, abrindo mão de US$ 3 bilhões, feito pela coluna há dois dias, é extremamente modesto. O número estimado abrangia apenas 86 operações. Mas o BNDES lista, dentro da linha de financiamento à exportação de serviços, 148 operações realizadas entre 1998, quando foi criada, até 2017, ano em que os desembolsos foram interrompidos. O banco admite que foram retidos recursos previstos para serem desembolsados, referentes a 47 operações ativas, no valor de US$ 11 bilhões.

Essa montanha de dinheiro, equivalente a R$ 45 bilhões, poderia ser utilizada para gerar empregos no Brasil e manter mercados no exterior, desde que se adotasse critérios rígidos de controle. Mas os governos Temer e Bolsonaro não parecem preocupados com isso.

Para cada R$ 1 bilhão investidos em infraestrutura, estima-se, com base em dados do IBGE, que sejam gerados mais de 20 mil empregos no setor e em sua cadeia. Assim abre-se mão de 900 mil vagas para trabalhadores, por conta de um viés ideológico que ocupou o BNDES.

Para comparar, o montante de R$ 45 bilhões retido em financiamentos de serviços é maior do que a mais exagerada conta feita pela Polícia Federal de desvios descobertos pela Lava Jato, que é de R$ 42,8 bilhões (o número é um exercício de chutometria: a PF estima que o piso dos desvios é de R$ 6,4 bilhões, valor que bate com a auditoria externa feita na Petrobras).

No período em que vigorou a linha de financiamento de serviços no exterior do BNDES, foram liberados US$ 10,5 bilhões em desembolsos para empreendimentos em 15 países; US$ 10,3 bilhões já retornaram em pagamentos do valor principal da dívida e dos juros. Ainda há valores sendo pagos, dentro do prazo. Os atrasos somam pouco mais de US$ 500 milhões, cobertos pelo fundo garantidor. Portanto, nem prejuízo o banco teve. O Brasil, por outro lado, perde empregos, dinheiro e mercados no exterior ao adotar o viés político no lugar do tradicional pragmatismo dos negócios.

 

Raio X da consultoria

Consultores têm a oportunidade de participar da Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil 2019. O levantamento anual, tendo à frente o consultor Luiz Affonso Romano, detalha o mercado, que tem crescido nos últimos anos e que mantém perspectivas otimistas para os próximos

Diante de um cenário ainda de retração econômica e instabilidade política, a demanda por serviços de consultoria tem ganhado um novo perfil, com ingresso de profissionais com múltiplas experiências do mundo corporativo e de jovens”, analisa Romano.

Ele lembra que as empresas de apenas um consultor representam 80% das consultorias no país e vê uma tendência crescente de formação de parcerias, trabalho home-office e coworking. Para participar, o profissional deve acessar survio.com/survey/w/F8X4J1C5E5E7R2A5W

 

Plantado

A contaminação de óleo nos mares do Nordeste, seja venezuelano ou não, é vista com muitas reticências pelos técnicos. Como não parece haver uma explicação razoável para o acidente, a sensação é de que foi um ato deliberado para justificar reação do governo brasileiro.

 

Rápidas

A Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) exibirá dia 15, às 18h, na Mostra Cine Cultura, o filme Garrincha Alegria do Povo *** A Orquestra Sinfônica do Projeto Som+Eu estará no teatro da Uerj no dia 22, às 15h, com repertório de compositores consagrados. Detalhes sobre a programação em facebook.com/teatrosUERJ *** Entre 16 e 19 de outubro, o Centro Universitário IBMR realizará, no campus Barra (RJ), o II Simpósio de Biomedicina, que terá como tema principal “Ciência e Tecnologia: Uma visão de futuro”. Inscrições e programação em doity.com.br/ii-simposio-academico-de-biomedicina-ibmr *** “Os cem anos da Constituição de Weimar e a atual crise de paradigmas na proteção aos direitos fundamentais” é o tema de seminário que o Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) realizará em 14 de outubro, das 16h às 18h, no Centro do Rio. Inscrições em iabnacional.org.br *** A Academia Juvenil da Orquestra Petrobras Sinfônica se apresenta dia 13, no Caxias Shopping, às 17h, com regência do maestro Felipe Prazeres. O evento faz parte da Série Aliansce Sonae. O espetáculo gratuito contará com jovens estudantes de escolas de música e orquestras comunitárias da região metropolitana do Rio de Janeiro que compõe a Academia.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor