Parente diz na Noruega que Petrobras pretende reduzir metade da dívida até 2020

Mercado Financeiro / 12:14 - 29 de ago de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Presente à abertura da conferência Offshore Northern Seas (ONS), na Noruega, o presidente da Petrobras, Pedro Parente, disse nesta segunda-feira (29) que a estatal pretende diminuir sua dívida nos próximos quatro anos. O executivo falou para uma plateia de membros da indústria mundial de óleo e gás que o objetivo é fazer com que a dívida da companhia caia pela metade antes do prazo inicial definido até então, que seria o ano de 2020. Parente declarou que o plano de desinvestimentos será fundamental para a redução de dívidas e afirmou que a empresa vai perseguir as metas de vendas muito fortes para os próximos dois anos. Para este ano, a meta da petroleira é alcançar o valor de US$ 15,1 bilhões em desinvestimentos. Parece que vender Carcará não está na pauta neste momento. Parente também falou sobre a venda da BR Distribuidora, afirmando que espera receber as ofertas vinculantes pela subsidiária até o final deste ano. Com isso, o executivo acredita que no primeiro trimestre de 2017 já haverá uma decisão sobre quem será a parceira no controle da distribuidora. O presidente da Petrobrás ainda falou sobre o aumento na produção da estatal, mesmo em meio às investigações da Lava Jato e a desaceleração do mercado de petróleo. “Nós estamos batendo recordes de produção, o pré-sal já está produzindo mais de 1,3 milhão de barris por dia”, disse. Com informações da agência Petronotícias

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor