Pão industrializado está presente em 93,6% dos lares cariocas

Grande São Paulo lidera o consumo, segundo pela Região Sul e pelo Leste e Interior do Rio de Janeiro.

Conjuntura / 16:08 - 10 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

No próximo dia 16 de outubro é celebrado o Dia Mundial do Pão e para marcar a data, a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi), divulga os dados da terceira edição da pesquisa sobre hábitos de consumo de pães, realizada pela consultoria Kantar WorldPanel.

De acordo com o estudo, os pães industrializados (forma branco e integral, com grãos, de hambúrguer, bisnaguinhas entre diversos outros tipos) têm 93,6% de penetração na região metropolitana do Rio de Janeiro e respondem por 18,4% (8,9 mil toneladas) do volume total de pães consumidos na região. Em 2017, a participação de mercado deste tipo de pão era de 16,3% do total consumido e em 2016, de 10,7%.

Dentre os pães industrializados, o destaque fica com os fatiados (também conhecidos como pães de forma), que respondem por 14,1% do mercado, (6,3 mil toneladas). Em seguida aparecem os especiais (com grãos), com 3,5% (1,6 mil toneladas) e as bisnaguinhas, com 2,2% (mil toneladas). No que se refere à penetração, o pão de forma branco lidera, com presença em 90,8% dos lares da região.

A pesquisa da Kantar WorldPanel analisou, durante o ano de 2018, uma mostra de 11.300 lares que retratam um universo de 53 milhões de famílias espalhadas por sete macrorregiões. De acordo com o estudo, a Grande São Paulo lidera o consumo, respondendo por 18,3%; em seguida vem as regiões Sul (18,2%), Leste e Interior do Rio de Janeiro (16,8%), Interior de São Paulo (15,9%), Norte e Nordeste (12,5%), Grande Rio de Janeiro (12,1%) e Centro-Oeste (6,1%). Em 2018, o total de vendas de pães industrializados no país foi de 401,2 mil toneladas, segundo dados da Abimapi.

Para Claudio Zanão, presidente-executivo da Abimapi, a indústria está atenta às especificidades e aos hábitos dos consumidores das diversas regiões do país.

- A análise de tendências e o investimento em novos produtos são fundamentais para que o setor de pães industrializados continue cada vez mais presente na alimentação dos brasileiros. "Além de serem apresentados em uma infinidade de formatos e tipos (integrais, light, com ingredientes especiais, como linhaça, aveia, centeio e frutas secas etc.), os pães industrializados têm vida útil longa e são práticos e nutritivos.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor