Advertisement

Palácio Tiradentes completa 93 anos e será repaginado

Prédio foi palco da cerimônia de posse de todos os presidentes da República até 1960.

Decisões Econômicas / 17:18 - 09 de mai de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Nova iluminação artística será inagurada este mês

O Palácio Tiradentes, sede da Assembleia Legislativa do Rio, fez aniversário na última segunda-feira, dia 6 de maio, completando 93 anos. Os presentes ainda estão por vir. O prédio histórico vai ganhar uma iluminação artística, para valorizar ainda mais os seus contornos à noite, e até o final do ano será transformado em Centro Cultural. As sessões plenárias dos deputados estaduais e as reuniões das comissões e CPIs serão transferidas para a nova sede do Legislativo Fluminense, na Rua da Ajuda, onde funcionou o Banerj e repartições do Governo do Estado.

 

Prédio histórico com muitas histórias

Inaugurado em 1926, o Palácio Tiradentes foi palco da cerimônia de posse de todos os governadores do Estado do Rio de Janeiro e, até 1960, de todos os presidentes da República. Naquele ano, houve a transferência da capital do país do Rio para Brasília, e o Palácio Tiradentes passou a abrigar a Assembleia Legislativa do Estado da Guanabara (Aleg). Quinze anos depois, com a fusão dos estados da Guanabara e do Rio de Janeiro, surgiu a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O seu plenário recebeu o nome do “imortal” Barbosa Lima Sobrinho, e a sala de imprensa presta uma homenagem ao jornalista Tim Lopes, que foi morto por traficantes.

 

Cenário de filmes e minissérie

O Palácio Tiradentes também foi cenários para várias produções cinematográficas. E continua atraindo a atenção de produtores. Em junho, a minissérie O Renegado começa a ser rodada na sede do Legislativo fluminense. Na trama, escrita pelo fundador do grupo AfroReggae, José Júnior, a atriz Rita Guedes será a presidente da Alerj. A série terá dez episódios e um elenco com cerca de 90 atores. Serão dez semanas de trabalho aproveitando o recesso parlamentar do meio do ano. Rita Guedes e parte da produção visitaram a Alerj na última terça-feira (7) e foram recebidos pelo presidente da Casa, deputado André Ceciliano. Ela disse que ficou encantada com a beleza arquitetônica do palácio.

 

Parlamento Juvenil

A Assembleia Legislativa do Rio abriu inscrições para a 12ª edição do Parlamento Juvenil, que permite a estudantes vivenciar a experiência de um deputado estadual, votando e aprovando projetos no plenário da Casa. O objetivo é aproximar os jovens da política. As inscrições estarão abertas até 7 de junho através do site parlamento-juvenil.rj.gov.br/. Podem participar jovens entre 14 e 17 anos que estejam cursando o 1º ou o 2º ano do Ensino Médio da rede pública estadual. Pena que alunos da rede particular não tenham essa oportunidade! Bem que a Alerj poderia reservar algumas vagas para os jovens que não estudam em unidades públicas. Fica a dica!

 

Benefícios para pessoas com visão monocular

Pessoas com visão monocular, ou seja, que tenham cegueira de um dos seus olhos, poderão ter direito a todos os programas e benefícios destinados às pessoas com deficiência no Estado do Rio. Projeto de lei assinado pelo presidente da Casa, deputado André Ceciliano (PT) e pelo ex-deputado Geraldo Pudim, foi aprovado no plenário da Alerj na última terça-feira (07) e seguiu para ser sancionado pelo governador Wilson Witzel. O fundador e ex-presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), João Batista Carvalho, acompanhou a votação.

 

Educação ambiental online

O município de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, vive um turbilhão político, com o a cassação do prefeito Waguinho. Mas de lá vem um bom exemplo. Um curso online de Degradação Ambiental, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) no site meioambientedigital.com/moodle/. São 22 aulas, que abordarão temas como efeito estufa, degradação natural e desenvolvimento sustentável. O curso faz parte do Programa de Educação Ambiental (PEA), resultado de uma parceria da Sema e a Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia. Ao término, os alunos irão receber certificados de participação com as horas estudadas. Tudo de graça.

 

Sucessão municipal em pauta

Ano que vem tem eleições municipais e vários deputados estaduais e vereadores já sonham com a possibilidade se se transformarem em gestores nos seus municípios. Alguns já materializam essa possibilidade. As peças já se movimentam no tabuleiro e o burburinho já toma conta dos corredores da Alerj e das Câmaras Municipais. Os deputados Carlos Caiado (DEM), Dionísio Lins (PP), Marcio Pacheco (PSC), Rodrigo Amorim (PSC) e Martha Rocha (PDT) articulam suas candidaturas à Prefeitura do Rio.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor