Oito em cada 10 profissionais de RH estão otimistas com mercado de trabalho em 2018

Conjuntura / 11 Outubro 2017

O próximo ano promete ser de retomada econômica. Pelo menos, é o que acredita mais de 79% dos profissionais ouvidos em uma pesquisa realizada pela Oribá Soluções Criativas, em São Paulo.

O resultado da pesquisa aponta que a maioria das pessoas está valorizando mais qualidade de vida (84, 54%) do que salário (10,60%). Esta informação é reforçada quando 100% dos entrevistados responderam que um bom ambiente de trabalho faz a diferença. O otimismo não para por aí. Para 99,09%, felicidade no trabalho é possível e 80,30% dizem que não precisam mudar de emprego para serem felizes no trabalho. Ainda de acordo com a pesquisa, 94,84% afirmam ter uma boa relação com o líder/gestor e 94,24% dizem que são felizes no trabalho.

Além disso, a pesquisa mostrou que 88,48% dos colaboradores confiam na área de recursos humanos para resolução de problemas de clima.

Este estudo teve como objetivo o mapeamento da visão de profissionais atuantes no mercado de trabalho acerca da felicidade estampada nas relações empresa e colaborador.

A coordenação e realização da pesquisa é de responsabilidade da Oribá Soluções Criativas. A coleta de dados ocorreu entre 15 e 17 de agosto de 2017 durante a 43ª edição do Conarh, realizada em São Paulo.

A amostra do estudo contempla a participação de 311 profissionais, de diversos segmentos e setores da economia. A pesquisa foi realizada por meio de um questionário com 10 perguntas que reforçam o tema central "Você acha que dá para ser feliz no trabalho?" e foi realizada através do autopreenchimento pelos participantes na pesquisa impressa.