O AI-5 de Paulo Guedes

Clã Bolsonaro distrai o distinto público, mas quem faz as mágicas é a equipe econômica do mercado.

Fatos e Comentários / 18:57 - 1 de nov de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Enquanto o clã Bolsonaro distrai todos com a ameaça de AI-5, com o porteiro do condomínio, com a crise interna no PSL, enfim, com a série de distúrbios que fomenta desde a eleição, a equipe econômica comandada por Paulo Guedes segue na implementação do golpe ultraneoliberal, com a mesma agenda que desaguou em manifestações e ataques no Chile, no Peru e no Equador.

É proposta de privatização da Eletrobras, é a entrega do filé do pré-sal, é a reforma administrativa. O último ataque ao Estado veio na forma de desvinculação de gastos, leia-se, cortes na Educação e na Saúde. A isso, Guedes e sua turma pretendem acrescentar o fim dos fundos exclusivos, como o das telecomunicações. Tudo como se o Brasil estivesse na excelência dessas áreas.

Meter a mão nos fundos com a alegação que vai diminuir a dívida pública – falam em R$ 200 bilhões – pode ter boa repercussão, mas não resiste ao fato de que mal dá para pagar os juros deste ano. A equipe econômica justifica que o dinheiro dos fundos fica parado. É uma profecia autorrealizável: o Ministério não libera o dinheiro, que fica parado nos cofres. Aparece um gênio e propõe usá-lo em outra área.

A ameaça de Eduardo Bolsonaro é grave e merece repúdio, mas ninguém pode acreditar que foi um ato impensado. Como papai Jair falou, é um “sonho”; ou seja, um desejo que ainda não tem condições de ser realizado. Tal qual o vídeo do leão e das hienas ou a reação destemperada na Arábia, tudo segue um roteiro, e, ainda que os Bolsonaro sejam canastrões, o filme continua em cartaz. Ou talvez seja melhor dizer, o truque de mágica. O show deve continuar.

 

Viva a ABI

Mais de 30 artistas, entre eles Geraldo Azevedo, Monarco e Jards Macalé, participarão do show A Música Estende a Mão à ABI, nesta segunda-feira, no Circo Voador. O espetáculo visa arrecadar fundos para a Associação Brasileira de Imprensa e tentar reverter grave crise financeira da Casa do Jornalista, que trocou de diretoria em junho.

O evento começará às 18h30. “Quem gosta de boa música não pode faltar ao show”, ressaltou o vice-presidente ABI, Cid Benjamim.

 

Oportunidade e risco

Indicadores de emprego e expectativa em alta, assim como a expansão nos lançamentos do mercado imobiliário (7,3% no acumulado do ano até julho em relação ao mesmo período de 2018, segundo a Abrainc), além do maior dinamismo do crédito imobiliário, fazem a Lafis considerar que o segmento imobiliário apresenta fundamentos para crescer gradualmente ao longo dos próximos anos.

No entanto, a consultoria pondera que a retomada lenta da atividade econômica e do mercado de trabalho são fatores que ainda restringem o crescimento do segmento imobiliário, se contrapondo aos efeitos positivos dos dados microeconômicos.

 

Anti-Brasil

O governo é criticado por pouco fazer sobre o óleo no litoral, o presidente demonstra fraqueza dentro do seu partido, mas as pautas do mercado vão sendo aprovadas: desmonte da Previdência, cessão da Base de Alcântara e, este mês, doação do pré-sal.

 

Rápidas

Quem quiser uma dose cavalar de neoliberalismo poderá conseguir no seminário Reavaliação do Risco Brasil, da FGV, que reunirá sexta-feira, no Rio, o ministro da Economia, Paulo Guedes, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto de Almeida Junior, e o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. Inscrições: aqui *** O jornalista e escritor Ricardo Viveiros receberá o título de Membro Honorário da Academia Paulista de Educação (APE) nesta segunda-feira, às 16h, no Auditório Olavo Setúbal do CIEE (rua Tabapuã, nº 469, 1º andar, Itaim Bibi, SP) *** O I Seminário Medidas Extrajudiciais para a Desjudicialização será realizado pelo Instituto Justiça & Cidadania, em parceria com STJ, Enfam, Febraban e IEPTB, no auditório externo do STJ, em 3 de dezembro, das 9h às 14h. As inscrições já estão abertas *** Entre 5 e 26 de novembro acontecerá no Museu de Arte do Rio o evento Coreia: Celebrando Cultura, Tecnologia e Inovação, em comemoração ao aniversário de 60 anos das relações diplomáticas entre a Coreia do Sul e o Brasil *** A feira se instala no Caxias Shopping dias 3 e 17, com produtos cultivados sem agrotóxicos *** A Abrasco levará o 8º Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária a Belo Horizonte, de 23 a 27 de novembro, com o tema “Democracia e Saúde: caminhos e descaminhos da Vigilância Sanitária”.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor