Nestlé pretende tornar 100% de suas embalagens recicláveis

US$ 2,07 bi para ampliar volume de plástico reciclado nas embalagens de seus produtos.

Empresas / 22:58 - 16 de jan de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A suíça Nestlé - do setor de alimentos e bebidas - anunciou nesta quinta-feira que vai injetar até 2 bilhões de francos suíços (US$ 2,07 bilhões) em fornecimento de um maior volume de plástico reciclado para as embalagens de seus produtos. A empresa centenária afirmou que tem o compromisso de transformar 100% de suas embalagens recicláveis ou reutilizáveis até 2025. Também informou que vai reduzir o uso de plástico novo em um terço durante o mesmo período.

A companhia suíça vai alocar mais de 1,5 bilhão de francos para pagar pelo custo extra de utilização de plásticos reciclados de grau próprios para alimentos e vai lançar um fundo de 250 milhões de francos para financiar uma iniciativa de embalagens sustentáveis.

 

Portfólio

 

Com sede em Vevey, Vaud, na Suíça, a empresa é uma das maiores empresas de alimentos do mundo. Os produtos da Nestlé incluem alimentos para bebês, alimentos médicos, água engarrafada, cereais matinais, café e chá, produtos de confeitaria, produtos lácteos, sorvetes, alimentos congelados, alimentos para animais de estimação e lanches.

Vinte e nove das marcas da Nestlé têm vendas anuais de mais de 1 bilhão de francos suíços (cerca de US$ 1,1 bilhão de dólares), como Nespresso, Nescafé, Kit Kart, Smarties, Nesquik, Stouffer’s, Vittel e Maggi. A Nestlé possui 447 fábricas, opera em 194 países e emprega cerca de 339 mil pessoas.

É um dos principais acionistas da L'Oréal, a maior empresa de cosméticos do mundo.

No Brasil a empresa atua desde 1876, inicialmente com a comercialização da Farinha Láctea importada. Consolidou-se no país em 1921, com a instalação de sua primeira fábrica, em Araras (São Paulo), para a produção do leite condensado Milkmaid, que mais tarde receberia o nome Leite Moça.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor