Mulher, da classe C, entre 19 e 34 anos é o maior consumidor de biscoito no Brasil

Conjuntura / 14 Julho 2017

Pesquisa realizada pela consultoria Kantar WorldPanel, encomendada pela Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi), analisou os hábitos de consumo de biscoito da população. Durante o ano de 2016 a consultoria acompanhou a rotina de 11.300 lares que representam um universo de 53 milhões de famílias espalhadas pelo Brasil. De acordo com o estudo, 21% das ocasiões de consumo são feitas por pessoas de até 15 anos e 35% de 19 a 34 anos, principalmente mulheres (55%); na segmentação por classe socioeconômica, 51% dos consumidores são da classe C, 25% DE e 24% AB. 80% compraram estes produtos entre segunda e sexta-feira e, deste total, 58% buscaram o alimento em super e hipermercados, enquanto 9% em mercearias e estabelecimentos de bairros.

Os dados levantados também apontaram os principais motivos de compra na hora de buscar os biscoitos nas prateleiras: 61% dos consumidores dão preferência para sabores novos e o prazer do momento que ele proporciona e 33% não abrem mão da conveniência e facilidade em ter um snack na medida certa para matar a fome. Os lanches intermediários representam 74% das ocasiões de consumo.