MUFG (Banco de Tokyo): setor de serviços

Opinião do Analista / 19 Março 2018

Nossa expectativa - A queda brusca da atividade geral de serviços em janeiro junto ao desempenho de 12 meses mostrando uma contração de 2,7% reforçam a nossa opinião de que o setor de serviços está mais atrasado em termos da recuperação econômica.

Apesar da acentuada contração do segmento de transporte e correios em janeiro, esse foi o único segmento que registrou crescimento nos últimos 12 meses (+2,8%), um fator diretamente ligado ao desempenho geral da produção industrial, que registrou crescimento de 2,7% no mesmo período. Para este ano, esperamos uma elevação da produção industrial de 2,3%, que também deve beneficiar o transporte.

Além disso, esperamos uma recuperação gradual do setor de serviços em geral nos próximos meses, mas ainda com algumas altas e baixas mensais. Para realizar essa trajetória de recuperação, consideramos o cenário de recuperação mais forte, impulsionada pelo consumo doméstico (esperamos um crescimento de 2,6% neste componente, acima de nossa previsão para o PIB), que pode ter uma influência direta sobre a gradual melhora das atividades de serviços. Em termos do PIB de serviços, esperamos uma elevação do PIB de 2,1% para o ano.