Advertisement

Mesmo com feriado em SP, Câmara avançou reforma ontem

Apostas de que PEC possa ser aprovada em dois turnos no plenário devem ganhar força, abrindo porta para Copom agir nos juros já neste mês.

Opinião do Analista / 12:21 - 10 de Jul de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Bom dia.

.

Previdência avança e deve animar mercado - O feriado em SP ontem fechou a Bolsa, mas na Câmara o projeto da reforma avançou e deve começar a ser votado ainda hoje, em sessão que começa logo após a abertura do pregão. As apostas de que a PEC possa ser aprovada em dois turnos no plenário devem ganhar força, abrindo a porta para o Copom agir nos juros já na reunião desse mês. Reforçando esse cenário de possível corte nos juros, a primeira prévia do IGP-M de julho veio em 0,40%, 0,33 p.p. abaixo do mês anterior e a inflação oficial, IPCA, de junho ficou em 0,01%, praticamente estável, em ambos os casos com deflação em alimentos e combustível. O IPCA acumulado de 12 meses está em 3,37%, confortavelmente abaixo da meta.

.

Fed no radar lá fora - Dois eventos importantes hoje, ainda pela manhã o presidente da instituição Jerome Powell vai ao Congresso e no meio da tarde será divulgada a ata da última reunião do Fomc. Como a última reunião aconteceu antes da divulgação do payroll robusto de sexta, o mercado deve ficar mais atento à fala do chair do Fed na Câmara. Também será o primeiro discurso de Powell após o encontro de Trump com o presidente chinês no G20, que trouxe um maior otimismo quanto ao andamento das negociações entre os dois países. Segundo a CME FedWatch Tool, um corte nos juros ainda em julho era certo até a última semana antes do relatório mostrando o mercado de trabalho melhor que o esperado em junho. Hoje o mercado precifica pouco mais de 95% de chance de um corte de 0,25 p.p. e cerca de 4% de chance de manutenção dos juros. Mais cedo, a inflação ao consumidor chinês veio com alta de 2,7% em junho, em linha com as expectativas, pressionada pelo preço dos alimentos, em virtude da peste suína africana, que elevou o preço da carne de porco em 18,2%. As Bolsas estão mais no campo negativo nessa quarta, mas sem grandes oscilações, no aguardo das novidades vindas dos EUA no decorrer do dia.

.

Justiça responsabiliza Vale (VALE3) pela tragédia de Brumadinho - A Justiça de Minas Gerais responsabilizou a Vale pela tragédia de Brumadinho - MG, mas não determinou o valor a ser pago como indenização pela companhia. O bloqueio de R$ 11 bilhões foi mantido, entretanto, agora, a mineradora pode substituir até R$ 5 bilhões por outras garantias financeiras, como fiança bancária, seguro garantia e/ou investimentos à disposição do juízo. Os pedidos de suspensão das atividades e intervenção judicial foram indeferidos, uma vez que "existem garantias suficientes para ressarcir os danos". A novidade não deve trazer influência significativa para os papéis da companhia hoje.

.

Reajuste tarifário da Energisa (ENGI11) - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou um reajuste tarifário anual médio de 1,30% na Energisa Sul-Sudeste, a ser aplicado a partir da próxima sexta-feira, dia 12. Esse aumento reflete a elevação dos dispêndios financeiros no período, contrabalanceados pela redução dos encargos setoriais. Todavia, as ações da elétrica tendem a responder de forma marginalmente negativa, diante da expectativa de um aumento mais expressivo.

.

Bons negócios!

.

Coinvalores

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor