Mercado brasileiro inicia o último trimestre do ano com 107 transações

Valor total transacionado ao longo do ano foi de R$ 169,6 bilhões, avanço de 3%.

Mercado Financeiro / 22:46 - 8 de nov de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O mercado brasileiro de fusões e aquisições inicia o último trimestre do ano com 107 transações registradas no mês de outubro, e um total de 1.081 desde janeiro, uma alta de 7% em relação ao mesmo período de 2018. O valor total transacionado ao longo do ano foi de R$ 169,6 bilhões, o que representa uma alta de 3%, de acordo com o relatório da Transactional Track Record (TTR), elaborado em parceria com a LexisNexis e TozziniFreire Advogados.

O segmento Tecnologia segue como o mais atrativo para os investidores, com um total de 282 transações, 32% acima do registrado no mesmo período do ano anterior. E os Estados Unidos seguem como o país que mais realiza aquisições de empresas brasileiras.

O mercado de fusões e aquisições brasileiro mantém o nível de atividade ao longo de 2019 com alta tanto em número quanto em valor das transações, em comparação com o mesmo período de 2018”, ressalta o relatório que traz uma análise completa do mercado transacional tanto para os investimentos de Private Equity e Venture Capital, este último com considerável aumento tanto em volume quanto em valor total.

Os Estados Unidos seguem como o mais ávido nas transações envolvendo compra de ativos brasileiros. A transação destacada pelo TTR foi a conclusão da aquisição, em agosto, pela CPFL Energia da totalidade da participação de 47% detida pela sua controladora State Grid Brazil Power Participações na CPFL Renováveis. A transação contou com a assessoria financeira do Banco Itaú BBA e do Banco UBS Brasil, este último assessorado pelo Cescon, Barrieu Flesch & Barreto Advogados. A CPFL Energia foi assessorada pelo BMA – Barbosa Müssnich Aragão.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor