Advertisement

Maia vê Brasil perto de colapso social

Deputado muda de posição e defende retomada do investimento público.

Conjuntura / 22:22 - 14 de Mai de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

“Vivemos cinco anos numa recessão, isso significa que vamos entrar num colapso muito rápido no Brasil e temos que organizar isso junto com estados e municípios.” O alerta foi feito pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em evento para investidores em Nova York.

Maia defendeu que é preciso rever a Emenda Constitucional 95/16, a do Teto dos Gastos, que engessa o orçamento da União por 20 anos. O presidente da Câmara, porém, disse que isso deveria acontecer após a aprovação da reforma da Previdência.

Ele admitiu que a reforma, sozinha, não será suficiente para promover o crescimento econômico e a geração de empregos necessários ao país. O presidente da Câmara defendeu a reestruturação do Estado e a retomada dos investimentos públicos como complementos para impedir que o Brasil sofra retrocessos sociais.

Rodrigo Maia mudou de posição em relação a 2016, quando a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Teto dos Gastos foi aprovada. Naquele ano, ele disse que “é uma proposta muito inteligente. Se aprovada, vamos entrar num outro ambiente entre Legislativo, Executivo e a sociedade”.

“Nós voltamos a fazer campanha contra a fome no final do ano passado, ninguém deu bola para isso, mas o Brasil tinha saído dessa agenda há alguns anos”, declarou o presidente. “A gente está com o risco de voltar, segundo um organismo da ONU, a participar de ambientes que o nosso país havia saído”, acrescentou.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor