Lula livre. O que virá agora?

Bolsonaro diz que não estaria onde está agora se não fosse Moro.

Política / 18:40 - 8 de nov de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

“O povo está passando fome, não tem mais carteira assinada, está trabalhando de bicicleta para entregar pizza, sem o menor respeito, e ainda ontem eu vi que não vai ter aumento do salário mínimo por dois anos,” atacou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em discurso em frente a sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde ficou 580 dias preso.
A liberdade veio menos de 24 horas após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que réus podem recorrer em liberdade até o trânsito em julgado. A rapidez na soltura provocou surpresas e questionamentos sobre o que poderia estar por trás da decisão.
Lula afirmou que “eles tentaram matar uma ideia, mas uma ideia não se mata, não desaparece”. Acrescentou: “Eu quero lutar para provar que, se existe uma quadrilha, é esse bando de mafiosos que estão no país liderados pela Rede Globo.”
Também nesta sexta-feira, e também em evento ligado à Polícia Federal – cerimônia de formatura de novas turmas – porém em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro deu uma declaração intrigante. Segundo a agência de notícias Reuters, Bolsonaro disse que não estaria onde está agora se o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, não tivesse cumprido bem a missão quando era juiz responsável pela operação Lava Jato. Segundo o presidente, parte do que acontece na política brasileira atualmente se deve a Moro.
A libertação de Lula foi destaque nos sites de mídia em todo o mundo como “breaking news” (notícia urgente). O espanhol El País destacou a saída da prisão com a principal foto do site. O New York Times, normalmente comedido, também destacou a soltura.
“A partir de agora, eu estou indo para São Paulo e amanhã [sábado] tenho um encontro no Sindicato dos Metalúrgicos [do ABC]. Agora, as portas desse país estão abertas para que eu possa percorrer o Brasil”, disse Lula.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor