Advertisement

Itália reverte reformas previdenciárias

Governo italiano adota políticas contrárias às teses do mercado financeiro.

Fatos & Comentários / 27 Fevereiro 2019 - 20:43

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Análises superficiais colocam em um mesmo cesto governos “de direita”, como a Itália de Giuseppe Conte, a Hungria de Viktor Orbán e o Brasil de Bolsonaro. Se guardam alguma semelhança em conservadoras pautas de costume e em uma forma de atuação que busca satanizar um inimigo, têm atuação distinta em temas econômicos, especialmente na maior ou menor influência do sistema financeiro nas decisões de governo.

O Governo da Itália tomou posse em junho de 2018 com os objetivos – óbvios – de alavancar o crescimento, promover a inclusão social e assegurar a estabilidade financeira. A prática mostra uma gestão que está revertendo parcialmente as reformas previdenciárias anteriores, flexibilizando as regras de aposentadoria antecipada e introduzindo um novo programa de renda cidadã.

É exatamente o oposto do que propõe o governo brasileiro, que pretende restringir o direito a aposentadoria, achatar os proventos e transformar em esmola o programa de auxílio a quem não tem renda alguma.

Não significa que o poder na Itália seja exercido por progressistas, mas há uma clara resistência ao viés antipovo que marca as políticas de interesse do sistema financeiro. Políticas que, afinal, fizeram naufragar os partidos políticos tradicionais, que eram eleitos com um discurso de mudança, mas obedeciam com presteza aos ditames da banca.

Taxados de populistas, alguns governantes resistem a este papel, ainda que de forma errática, sem uma visão global do que estão combatendo ou apoiando.

 

Dolce far niente, ma non troppo’

Haveria um ponto ótimo de ociosidade? Norte-americanos, que pesquisam de tudo, tentaram responder a esta pergunta no estudo “The Effects of Being Time Poor and Time Rich on Life Satisfaction”. A partir da análise de mais de 35 mil pessoas nos EUA, os autores concluíram que “para pessoas empregadas, o nível de satisfação com a vida atinge um pico quando elas têm em torno de duas horas e meia de tempo livre por dia; para pessoas que não trabalham, a quantidade ótima é de quatro horas e quarenta e cinco minutos”.

Pouco tempo está associado a menores níveis de satisfação. Porém, ter mais tempo não se traduz em maior satisfação com a vida; haveria até insatisfação com isso. Naturalmente, tais números podem variar de cultura para cultura, ressalta o consultor brasileiro Francisco Galiza.

 

Efeito Temer

A Universidade de São Paulo (USP) está classificada entre as 50 melhores universidades do mundo em nove disciplinas. Mas o sistema de ensino superior brasileiro, no geral, viu seu número de 50 melhores, 100 melhores e 200 melhores classificações cair esse ano.

Essa tendência é consistente em toda a América Latina, porém, a taxa de declínio enfrentada pelas universidades brasileiras está acima da média regional, mostra a edição de 2019 do QS World University Rankings por Disciplina.

Esperem pelo ministro Veléz Rogríguez.

 

Hino do Lula

Bolsominions, que exultaram com a determinação de executar o Hino Nacional nas escolas, coraram ao saber que a obrigatoriedade – uma vez por semana – decorre da Lei 12.031, assinada pelo ministro da Educação… Fernando Haddad, em 2009.

 

Rápidas

O Ibef Rio de Janeiro realizará o 39º Encontro de RH, em 28 de março, a partir de 8h30. “O modelo tradicional de Recursos Humanos está com os dias contados?” “Como o RH pode gerar valor?” são algumas perguntas a serem debatidas. O evento será na sede da entidade (Av Rio Branco, 156, 4º Andar – Ala C) *** O atual contexto político brasileiro para a mulher é o tema do seminário que a Comissão da Mulher do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) realizará em 12 de março, das 17h às 20h. Inscrições no site www.iabnacional.org.br/eventos *** O perfil de franqueador e franqueado será debatido por especialistas do GEF - Grupo de Excelência em Franquias, do Conselho Regional de Administração de São Paulo (CRA/SP) em 11 de março, a partir das 19h. Inscrições: http://novaextranet.crasp.gov.br/form_REXT_inscricao/form_REXT_inscricao.php?idAtualiza=2915 *** A Justiça do Trabalho de São Paulo decidiu que contribuição sindical para o Sindpd, sindicato do pessoal da informática, deve ser paga por toda a categoria *** Nova líder do governo, a deputada Joice Hasselmann levou uma surra nas redes ao defender a transferência de R$ 1 trilhão dos aposentados para os banqueiros.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor