Irã diz que está aberto a negociações se os EUA removerem sanções

'Eu não acredito que o presidente Trump queira a guerra', disse chanceler iraniano.

Internacional / 13:39 - 17 de jul de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O chanceler iraniano, Mohammad Javad Zarif, disse que seu país está aberto a negociações se os EUA removerem as sanções contra o Irã, informou a agência de notícias Tasnim nesta terça-feira.

"Uma vez que as sanções forem removidas, o espaço para negociação está aberto", disse Zarif na segunda-feira durante uma visita a Nova York para uma conferência da ONU.

Foram os EUA, e não o Irã, que minaram a diplomacia ao se afastarem do acordo nuclear de 2015, conhecido como Plano de Ação Integral Conjunto (JCPOA), disse ele.

No entanto, "eles são sempre bem-vindos para retornar", ele acrescentou.

Enquanto isso, Zarif minimizou a possibilidade de uma guerra entre o Irã e os EUA, dizendo que nem seu governo nem o presidente dos EUA, Donald Trump, estão buscando um conflito armado.

"Eu não acredito que o presidente Trump queira a guerra", disse ele.

Trump retirou Washington do marco do acordo nuclear iraniano de 2015 em maio de 2018 e restabeleceu as sanções econômicas e energéticas no Teerã, que haviam sido removidas pelo acordo.

 

Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor