Advertisement

Inadimplência avança pelo 11º mês seguido

Conjuntura / 14 Setembro 2018

Pellizzaro Junior: pouco acesso a crédito impede que jovens consumam

Sem emprego, mais jovens não conseguem nem fazer dívida

Em agosto, o país contabilizou 62,9 milhões de consumidores com os nomes negativados, o que representa 41% da população brasileira adulta. Houve uma elevação de 3,63% em relação ao mesmo mês do ano passado. As dívidas bancárias cresceram 7,03%. Por outro lado, os atrasos no crediário caíram 6,01%.
Os dados são da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) a partir das bases às quais as duas instituições têm acesso. Trata-se do 11º cresci-mento consecutivo de elevação da inadimplência na comparação anual da série histórica, apesar de a alta ser mais modesta do que nos meses de junho (4,07%) e julho (4,31%).
O indicador revela que é entre a população mais velha que se observa o aumento mais acentuado da inadimplência. Na comparação entre agosto de 2018 com agosto de 2017, aumentou em 9,56% a quantidade de inadimplentes com idade de 65 a 84 anos. Considerando apenas os brasileiros de 50 a 64 anos, a alta foi de 6,26%, enquanto na população de 40 a 49 anos, houve um aumento de 4,77% no número de negativados. Entre os consumidores de 30 a 39 anos, a alta da inadimplência foi de 1,69% em agosto.
A inadimplência apresentou queda somente entre os mais jovens. Considerando a população de 18 a 24 anos, houve um recuo de 23,20%, ao passo que entre os brasileiros de 25 a 29 anos, a queda foi de 5,63%.
“Fora do mercado de trabalho pelas mais diversas razões, seja estudo, desemprego ou por opção, muitos desses brasileiros acabam ficando também fora do mercado de crédito, reduzindo o contin-gente de potenciais inadimplentes. Já entre os idosos, que estão permanecendo por mais tempo no mercado de trabalho, a renda mais curta nessa faixa etária e o aumento expressivo de gastos com saúde, por exemplo, podem desajustar o orçamento”, analisa o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.