IED na China aumenta 7,3% entre janeiro e julho

Zonas-piloto de livre comércio registraram crescimento de IED de 14,6% ano a ano nos primeiros sete meses de 2019.

Internacional / 13:38 - 13 de ago de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Ministério do Comércio da China anunciou nesta terça-feira que o Investimento Estrangeiro Direito (IED) no país expandiu anualmente 7,3%, para 533,14 bilhões de iuanes, entre janeiro e julho.

Em termos de dólares, o fluxo cresceu 3,6% ano a ano, para US$ 78,8 bilhões no período.

O IED só em julho totalizou 54,82 bilhões de iuanes, 8,7% a mais que no ano passado.

Durante os últimos sete meses, foram fundadas 24.050 novas empresas financiadas por capital estrangeiro.

O investimento nos setores de alta tecnologia subiu anualmente 43,1%, respondendo por 29,3% do total do IED. O setor de serviços de alta tecnologia recebeu 97,39 bilhões de iuanes, uma alta de 63,2%.

As zonas-piloto de livre comércio da China registraram um crescimento de IED de 14,6% ano a ano nos primeiros sete meses de 2019, representando 14,2% do total.

A China registrou crescimento mais rápido do IED em comparação com outras regiões, com o valor subindo 25,2% ano a ano, para 39,94 bilhões de iuanes.

Os investimentos estrangeiros da Alemanha e da Coreia do Sul subiram rapidamente nos primeiros sete meses, alta anual de 72,4% e 69,7%, respectivamente.

Dados do ministério mostraram que o IED da União Europeia aumentou anualmente 18,3% entre janeiro e julho. O volar dos países do Cinturão e Rota cresceu 5% no período.

 

Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor