Ibovespa encerra sequência de altas e dólar cai

Mercado Financeiro / 17 Julho 2017

O recesso parlamentar tende a trazer uma calmaria no noticiário político, a despeito dos esforços nos bastidores do governo em conquistar o apoio necessário para evitar surpresas desagradáveis na volta das atividades parlamentares. Com isso, os mercados voltam as atenções aos indicadores econômicos. Neste cenário mais tranquilo, os investidores aproveitaram a segunda-feira (17) para realizar os lucros e encerrar uma sequência de cinco altas da bolsa.

O benchmark da bolsa brasileira fechou a sessão com perdas de 0,34%, aos 65.212 pontos, em dia de volume financeiro de R$ 8,870 bilhões.

Os contratos de juros futuros com vencimento em janeiro de 2018 caíram 1 ponto-base, a 8,66%, ao passo que os DIs com vencimento em janeiro de 2021 recuaram 8 pontos-base, a 9,63%. No radar, destaque para as projeções mais otimistas do mercado para a inflação e as expectativas por um corte a mais na Selic neste ano, conforme mostra o relatório Focus, do Banco Central.

 

Destaques da Bolsa

 

Destaque nesta sessão para os papéis da Braskem e Sabesp, que dispararam entre 2% e 5%, fechando entre as maiores valorizações do índice após revisões para cima em suas recomendações. Do lado oposto, Natura, Ultrapar e Eletrobras ON lideraram as perdas, com desvalorizações de mais de 3%.

Já fora do índice, uma série de papéis tiveram variações expressivas hoje, a começar pela "nova" unit do BTG Pactual - a BBTG12 -, que disparou até 52%, fechando perto da máxima da sessão, após analista recomendar compra em meio à distorção gerada pelo processo de reestruturação da negociação das units. As ações da Log-In também ganharam atenção, com ganhos de 23% em 4 pregões em meio à notícia da semana passada de que vai receber uma indenização de cerca de R$ 60 milhões. Por fim, duas ações recomendadas no "Visão Técnica" - Mills e Triunfo -, que saltaram mais de 4%. 

As ações da Petrobras  (PETR3, R$ 13,45, -1,25%;PETR4, R$ 12,89, -1,23%)fecharam em queda, acompanhando o desempenho dos preços do petróleo. Lá fora, os contratos do petróleo WTI fecharam em baixa de 1,2%, a US$ 46,02. Os contratos futuros do Brent registravam queda de 1,08%, a US$ 48,38 o barril. 

As ações da Vale (VALE3, R$ 29,72, +0,68%; VALE5, R$ 27,92, +0,43%) subiram na esteira dos preços do minério de ferro. Hoje, a commodity spot (à vista) negociada no porto de Qingdao, na China, subiu 1,63%, a US$ 66,81 por tonelada, enquanto os contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa chinesa de Dalian avançaram 3,13%, a 495 iuanes.

Seguiram o movimento positivo as ações da Bradespar (BRAP4, R$ 21,50, +0,43%) - holding que detém participação na Vale - e as siderúrgicas Gerdau (GGBR4, R$ 11,02, +0,73%) e CSN (CSNA3, R$ 7,80, +0,39%). Já Metalúrgica Gerdau (GOAU4, R$ 5,44, 0,0%) e Usiminas (USIM5, R$ 5,00, 0,0%) fecharam estáveis.

 

Dólar

 

O dólar encerrou a segunda-feira com leve baixa ante o real, favorecido pelos dados mais fortes da economia chinesa, que elevaram a busca por ativos de risco, e em meio ao ambiente político doméstico mais calmo.

O dólar recuou 0,11%, a R$ 3,1814 na venda, depois de ter cedido 2,88% na última semana. Na mínima da sessão, a moeda norte-americana marcou R$ 3,1763 e, na máxima, R$ 3,1886.

"As boas notícias da China fortalecem a leitura positiva para ativos de maior risco", informou mais cedo a corretora H.Commcor em relatório. "A arena política nacional está mais calma, com o recesso (parlamentar)", acrescentou.

Internamente, o clima político trouxe mais tranquilidade aos mercados. O Congresso Nacional entra em recesso a partir desta terça-feira, o que pode esfriar um pouco a crise política, embora os investidores seguissem monitorando o noticiário, aguardando nova denúncia contra o presidente Michel Temer. "O cenário de elevada liquidez permanece, mantendo o dólar oscilando próximo de R$ 3,20 ", avaliou a SulAmérica Investimentos em relatório.

O Banco Central brasileiro vendeu integralmente a oferta de até 8,3 mil swaps cambiais tradicionais para rolagem dos contratos que vencem em agosto. Com isso, já rolou US$ 2,49 bilhões do total de US$ 6,181 bilhões que vence no mês que vem.