Ibovespa cai 2,2%, o pior resultado dos últimos dois meses

Mercado Financeiro / 14:49 - 22 de ago de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Ibovespa, principal índice da Bovespa, encerrou o pregão desta segunda-feira registrando o desempenho mais fraco dos últimos dois meses, após se aproximar dos 60 mil pontos no fim da semana passada. O resultado teve influência do recuo do petróleo, que caiu novamente abaixo de US$ 50 o barril , com os analistas destacando ceticismo com o resultado de conversas entre produtores para frear o excesso de oferta. As crescentes exportações de produtos refinados da China também pressionaram os preços. O barril tipo brent recuou 3,36%, a US$ 49,17, ao passo que o WTI caiu 3,52%, a US$ 46,81. Já o minério de ferro spot (à vista), negociado no porto de Qingdao com 62% de pureza, fechou em alta de 0,46%, a US$ 61,23 a tonelada. Nesta segunda, apenas a Energias do Brasil (ENBR3) e Qualicorp (QUAL3) encerraram o pregão no campo positivo. Na ponta negativa, pesando sobre o desempenho do índice, destaque para a Petrobras (PETR3; PETR4) em meio ao mergulho do petróleo no mercado internacional. Os papéis da Vale (VALE3; VALE5) também chamam a atenção, recuando mais de 3%, na contramão do dia positivo para os preços do minério de ferro. Também caem as ações das siderúrgicas CSN (CSNA3), Gerdau (GGBR4) e Usiminas (USIM5). O dólar teve perdas de 0,18%, a R$ 3,2003 na compra e R$ 3,2015 na venda, praticamente na mínima da sessão. Os mercados mundiais tiveram um dia de leves perdas com a atenção voltada  para o encontro de Jackson Hole, na próxima sexta-feira, que terá como destaque a chairwoman do Fed, Janet Yellen. Ela irá informar os próximos passos da autoridade monetária. 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor