Huawei prevê crescimento das vendas de smartphones

Receita dos smartphones e computadores pessoais, pode chegar a US$ 100 bi em 3 anos e a US$ 150 bi em 5 anos.

Mercado Financeiro / 19:58 - 12 de abr de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A gigante chinesa do setor de tecnologia Huawei prevê um crescimento robusto dos seus negócios de consumo, já que seus aparelhos inteligentes, liderados por smartphones, continuam expandindo nos mercados do país e no exterior, informou nesta sexta-feira a agência Xinhua. A Huawei é hoje uma das três maiores fornecedoras de smartphones do mundo.

A receita dos seus produtos de consumo, incluindo smartphones e computadores pessoais, pode chegar a US$ 100 bilhões em três anos e a US$ 150 bilhões em cinco anos, disse Yu Chengdong, CEO do grupo de negócios de consumo da Huawei, acrescentando que sua equipe poderá bater as metas estipuladas.

O executivo declarou que é "possível" que a empresa conquiste a maior participação global de smartphones neste ano. Yu atribuiu sua confiança à rápida expansão do mercado, bem como à satisfação dos consumidores por seus produtos.

Os smartphones serão responsáveis por cerca de dois terços da sua meta de receita de US$ 150 bilhões, enquanto os computadores, relógios inteligentes e outros dispositivos inteligentes provavelmente responderão por cerca de um terço ou 40% da receita do grupo, segundo Yu.

Em 2017, a Huawei foi eleita a segunda marca chinesa com maior presença global, segundo o ranking BrandZ, atrás apenas da Lenovo.

Expansão

O grupo de negócios de consumo registrou US$ 52,5 bilhões de receita no ano passado, um aumento de 45% em relação ao mesmo período do ano anterior, superando a meta de US$ 50 bilhões com dois anos de antecipação.

A Huawei também apresentou sua série premium de smartphones P30 na China na quinta-feira após sua estreia na Europa no fim de março. Com o preço de 3.988 yuans, a série P30 possui capacidade superior de fotografia. Foram necessários apenas dez segundos para que as vendas dos novos smartphones da série passar dos 200 milhões de yuans no shopping online da Huawei.

Mercado brasileiro

Fundada em 1988, por Ren Zhengfei, as atividades principais da empresa são pesquisa e desenvolvimento, a produção e o marketing de equipamentos de telecomunicações, e o fornecimento de serviços personalizados de rede a operadoras de telecomunicações.

Em 2013, a companhia faturou US$ 39,46 bilhões no mundo e US$ 1,5 bilhão no Brasil. No mesmo ano, fechou parceria com o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) para pesquisa e desenvolvimento de software. Jason Zhao é o CEO da Huawei no Brasil desde julho de 2014.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor