Google é a marca mais influente entre os brasileiros

Empresas / 12:53 - 12 de abr de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Gigantes de tecnologia são as marcas mais influentes entre os brasileiros. De acordo com o levantamento Ipsos The Most Influential Brands, realizado entre dezembro de 2015 e janeiro de 2016, o Google lidera o ranking, seguido por Microsoft e Facebook respectivamente. As três marcas superam líderes de mercado de setores como telefonia e bens de consumo. Samsung e Youtube vêm em quarto e quinto lugar respectivamente. Outras marcas listadas no ranking são Nestlé, Johnson&Johnson e Colgate. Além da forte presença de marcas internacionais no ranking, as brasileiras Natura e Havaianas marcam presença entre as 10 mais influentes. - Marcas são mais que logos corporativos. Elas têm significado, personalidade, até mesmo atitudes. Quando perguntamos qual é a marca mais confiável, qual tem a presença mais forte ou qual é a mais fácil de engajar-se, a resposta pode ser pessoal. Isso ocorre porque nós, cada vez mais, nos identificamos e nos definimos por essas identidades corporativas, algo que dá a essas marcas algo que podemos medir: a influência - afirma Steve Levy, chief operating officer da Ipsos Canadá e idealizador do estudo. A pesquisa, realizada pela Ipsos desde 2012 em 21 países, analisa as marcas e seu poder de influência no cotidiano e no comportamento dos consumidores. No Brasil, o levantamento ouviu 1 mil pessoas por meio de painéis online. O levantamento da Ipsos avalia como consumidores associam cada marca a um total de 57 atributos, que medem desde se uma marca faz parte do vocabulário diário do consumidor a sua relevância no dia a dia dos entrevistados. Além de elencar as marcas por sua influência, o estudo ajuda a entender como outras dimensões estão correlacionadas com a mesma. No Brasil, os principais drivers de influência foram liderança/inovação, item que respondeu por 37% da composição do índice, além de responsabilidade social (28%) e confiança (16%), mostrando que, na atual conjuntura, as marcas líderes são, muitas vezes, a escolha certa em um momento que não vale arriscar; são marcas de referência que criaram um vínculo muito forte com o brasileiro. O estudo também indica que a questão da ética ganha importância, com os brasileiros mais ativos nas discussões sociopolíticas e ambientais, usando frequentemente as redes sociais para se manifestarem. Presença (13%) e engajamento (6%), mesmo com menor peso, também contribuem na construção de influência.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor