Forjas Taurus

Opinião do Analista / 16:54 - 10 de jul de 2000

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

As atividades da empresa consistem na fabricação e na comercialização de revólveres, pistolas civis e militares, munições, prestação de serviços de Forjaria e a participação em outras empresas. Suas controladas dedicam-se a produção de pistolas civis, óculos, coletes à prova de balas, escudo anti-tumulto, capacetes para motociclistas e ferramentas. As armas curtas representam 95,16 % de sua receita líquida. A Forjas Taurus possui aliança com a Amadeo Rossi S/A Metalúrgica e Munições visando racionalizar e desenvolver a produção e a comercialização de armas leves. Em 1998 adquiriu de sua controlada Taurus Ferramentas Ltda, parte de seu imobilizado que era utilizado na prestação de serviços de forjaria e tratamento térmico de materiais, passando a ser fornecedora de autopeças à indústria automobilística e de serviços de forjaria e tratamento térmico de materiais. No último exercício encerrado 31/12/99 foi extremamente beneficiada pela desvalorização da moeda tendo exportado 66,7 % da receita líquida que cresceram 34,6 % no total. O lucro líquido nos três últimos exercícios sociais, apresentou forte crescimento 1997 R$ 6,3 milhões; 1998 R$ 13,0 milhões; 1999 R$ 20,4 milhões. No primeiro trimestre deste ano sua receita líquida cresceu 4 % atingindo R$ 17,4 milhões, com 83,8 % resultantes de exportação. A composição da receita líquida no período foi a seguinte: Em R$ Mil 31/03/00 % 31/03/99 % Armas Curtas 16.421 94,5 15.611 93,4 Auto Peças 839 4,8 927 5,6 Outros 113 0,7 170 1,0 Total 17.373 100,0 16.708 100,0 A margem bruta no primeiro trimestre deste ano foi de 32,2%, inferior a de 40,4% obtida em igual período de 1999, a redução na margem bruta, decorre principalmente da valorização do real frente ao dólar ao longo do primeiro trimestre deste ano. O caixa gerado pelas operações ficou negativo em R$ 96 mil (R$ 1.318 mil negativos em três meses de 1999 ). O grau endividamento sobre patrimônio líquido foi 15,4% contra 21,0% no mesmo trimestre de 1999. O lucro líquido alcançou no trimestre R$ 3.757 mil correspondendo a 21,6% da receita líquida (R$ 4.291 mil equivalente a 25,7% da receita líquida em 1999 ). A empresa apresenta boa estrutura patrimonial, com boa situação econômico-financeira e resultados operacionais crescentes. A nova realidade cambial foi bastante favorável para a companhia. Em termos de investimentos desperta atratividade nos atuais níveis de preços. Carlos Antonio Magalhães Cotações Última cotação 420,00/M Data última negociação 06/07/00 Máxima (últimas 52 semanas) 587,00/M Mínima (últimas 52 semanas) 369,26/M Estatísticos Beta (18 meses) 0,58 Correlação (18 meses) 0,5 Volatilidade (21 dias) 0,49 Últimos proventos Dividendo 28/04/00 $2,49/M Bonificação 06/04/89 9,00 ações Subscrição 27/05/92 3,1853 ações a $ 309,09/B Indicadores de Mercado 31/03/99 31/12/99 31/03/00 04/07/00 Preço / Lucro x 2,27 2,37 2,18 1,83 Preço / Valor Patrim. x 0,28 0,37 0,32 0,27 Dividend Yield % 16,21 11 12,32 15,26 Dividendo Pago p/ Ac $ 61,59/M 61,59/M 61,59/M 64,08/M Indicadores Financeiros 31/03/99 31/12/99 31/03/00 Lucro p/Ação $ 167,06/M 235,85/M 229,68/M Valor Patrim. p/Ação $ 0,0013709 0,001500 0,001543 Margem Bruta % 29,86 39,33 37,69 Rentab. Pat. Líq. % 12,19 15,72 14,88 Margem Líquida % 20,94 23,65 22,85 Fin+Deb C+L / Pat % 3,6 0,28 1,39 Liquidez Corrente x 4,21 3,05 4,58 Principais dados do Balanço 31/03/99 31/12/99 31/03/00 Ativo Total 135.747,00 157.130,00 154.214,00 Patrimônio Liquido 118.694,00 129.903,00 133.660,00 Receita Liquida Operacional 16.708,00 86.347,00 17.373,00 Lucro Operacional Próprio 3.178,00 18.224,00 1.780,00 Lucro Liquido 4.291,00 20.420,00 3.757,00 Forjas Taurus PN Os gráficos das ações preferenciais da Forjas Taurus apresentam as seguintes indicações: Tendência primária: Baixa Tendência secundária: Baixa Suporte atual: razoável em R$ 0,42 Suporte principal: forte em R$ 0,38 Objetivo do atual movimento: R$ 0,40 Objetivo final da baixa: indefindido Acumulação: continua com o movimento de acumulação nos atuais níveis de preços. Reversão de tendência: a tendência atual será revertida caso existam fechamentos acima de R$ 0,47. Se isso acontecer haverá o seguinte: Primeira resistência: forte na faixa de R$ 0,47 Resistência principal: também forte no nível de R$ 0,54 Recomendação: a melhor área de compra se situa na faixa de R$ 0,40. Gil Deschatre

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor